Planos de saúde adquiriam mais de 1 milhão de clientes durante a pandemia  

Durante a pandemia, a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) registrou um aumento considerável na adesão de planos de saúde. Desde março de 2020, foram mais de 1 milhão de novos clientes, de forma que o número preliminar de beneficiários em planos de assistência médica atingiu em abril 48,1 milhão de usuários, um aumento de 0,26% em relação a março. Em abril do ano passado eram 47,05 milhões. Esse é o maior número já registrado em quando cinco anos.

Os dados da ANS apontam que as novas contratações ocorreram em todas as modalidades, com destaque para os beneficiários com mais de 59 anos, bem como para os planos coletivos empresariais. Os planos para clientes com mais de 59 anos, a variação positiva foi de 3,15%, no comparativo anual. Nos planos coletivos por adesão a alta foi de 0,92%. Já os planos individuais ou familiares tiveram avanço de 0,17%.

Em abril, o mercado reuniu 697 operadoras de assistência médico-hospitalar ativas. O prolongamento da pandemia reverteu um movimento de perda de número de clientes que era observado desde 2015. Apesar da recuperação, o número atual de beneficiários ainda segue bem abaixo da marca do final de 2014, quando o setor chegou a reunir 50,49 milhões de beneficiários.

Houve ainda queda no número de reclamações, tanto nas gerais quanto nas relacionadas à covid-19. Segundo dados do G1, em abril, foram registradas 13.094 reclamações pelos canais de atendimento da ANS, redução de 14,1% em comparação com o mês anterior.

Em relação às reclamações específicas sobre Covid-19, foram registradas 1.324 queixas em abril, enquanto houve o registro de 1.525 reclamações em março, representando uma queda de 13,2%.

Do total de reclamações relacionadas ao coronavírus, 40% foram a respeito de dificuldades relativas à realização de exames e tratamento, 46% relacionadas a outras assistências afetadas pela pandemia e 14% sobre temas não assistenciais (contratos e regulamentos, por exemplo).

Receba as últimas notícias do Economic News Brasil no seu WhatsApp e esteja sempre atualizado! Basta acessar o nosso canal: CLIQUE AQUI!

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado