Venda de veículos novos no mês de maio atinge segunda maior média do ano de 2021

Em números gerais, foram vendidos quase 189 mil unidades de veículos novos, entre carros de passeio, utilitários leves, como picapes e vans, caminhões e ônibus.
Pexels

Levantamento feito pela Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave) apontou que, em maio, a venda de veículos novos cresceu 7,7%, em relação ao mês de abril. Este foi o segundo melhor resultado de vendas do ano de 2021, conforme o apontamento da associação que representa as concessionárias de automóveis.

Em números gerais, foram vendidos quase 189 mil unidades de veículos novos, entre carros de passeio, utilitários leves, como picapes e vans, caminhões e ônibus. Esse número representa um aumento de 203% em comparação ao que foi vendido em maio de 2020, quando muitas concessionárias estavam fechadas, devido às medidas restritivas. Em maio de 2020 foram vendidos 62 mil veículos novos, no país. 

O bom resultado registrado no mês de maio se deu a um conjunto de fatos que vêm ocorrendo, entre elas, o relaxamento das medidas restritivas de combate à covid-19, a reposição dos estoque após a paralisação das fábricas ocorridas entre março e abril. O resultado de maio se assemelha ao que foi registrado em março de 2021, quando foram vendidas 189,4 mil novas unidades. 

Mesmo com o resultado positivo, o presidente da Fenabrave, Alarico Assumpção Júnior, informou ao Jornal O Povo que as entregas de veículos ainda não atingiram o equilíbrio, dada a falta de componentes, principalmente eletrônicos, o que mantém a situação de represamento de vendas.

“Nos resultados de maio, notamos que uma parcela dos emplacamentos se refere às vendas realizadas em meses anteriores. Como consequência da menor oferta, os estoques de veículos, para todos os segmentos, se mantêm em um nível muito baixo”, comentou Alarico à publicação cearense. 

No acumulado de janeiro a maio, 891,6 mil veículos foram vendidos, levando para 31,9% o crescimento na comparação com os cinco primeiros meses do ano passado, período em que o setor foi surpreendido pela pandemia e não contava com as soluções digitais, adotadas nesta quarta, para atendimento de consumidores fora das revendas.

Do total vendido desde o início do ano, a Fiat ficou com 21,4%, liderando o mercado. Na sequência, aparecem Volkswagen (17%), General Motors (13,5%) e Hyundai (9,4%).

Receba as últimas notícias do Economic News Brasil no seu WhatsApp e esteja sempre atualizado! Basta acessar o nosso canal: CLIQUE AQUI!

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado