Exportações cearenses acumulam crescimento de 3,7%, em 2021

Nos últimos cinco meses de 2021, as exportações cearenses acumularam um valor de US$ 832,3 milhões, o que representa um aumento de 3,7%, em relação ao mesmo período do ano passado. No mês de maio, o valor das exportações chegaram a US$ 177,3 milhões, o que representa um crescimento de 45%, se observado o mesmo mês do ano anterior.

Se comparado com o resultado de abril deste ano, percebe-se uma diminuição de 19,3%. As informações são do estudo Ceará em Comex, elaborado pelo Centro Internacional de Negócios da Federação das Indústrias do Estado do Ceará (FIEC).

Acesse Nosso Canal Telegram.

As importações cearenses apresentaram um desempenho positivo no mês de maio registrando US$ 303,8 milhões e um aumento de 36,5% em relação ao mês de abril de 2021. Se comparado com o desempenho de maio de 2020, observa-se um aumento de 28,9%.

O montante de US$ 1,28 bilhão em importações permitiu um crescimento de 20,6% no acumulado deste ano. Os resultados dos primeiros cinco meses de 2021 geraram um saldo negativo de US$ 448 milhões na balança comercial do Ceará.

A participação da pauta exportadora cearense na balança comercial do Nordeste é de 11% e, no âmbito nacional, se mantém em 0,77%. As importações cearenses representam nos âmbitos regional e nacional 14,9% e 1,6%, respectivamente, quando analisados os resultados de 2021.

Apesar da queda de 1,3%, as exportações de São Gonçalo do Amarante corresponderam a 49% do total vendido pelo Ceará e registraram o montante de US$ 422,8 milhões em exportações em 2021. 

O resultado negativo se deu, principalmente, em consequência da redução das vendas de produtos siderúrgicos, considerando que o município engloba o polo siderúrgico do estado, que é responsável pelos principais produtos da pauta exportadora cearense. Fortaleza obteve um desempenho positivo de 71,6%, somando em exportações o valor de US$ 83 milhões. 

Os principais produtos exportados pela capital foram cocos e seus produtos, castanhas de caju, minérios de ferro e cera de carnaúba. Com exportações no valor de US$ 75,4 milhões, o município de Caucaia apresentou aumento de 1,7%, e apareceu em terceiro lugar no ranking dos municípios exportadores cearenses.

Sobral apresentou resultados positivos nas exportações em consequência da recuperação das vendas do setor calçadista para o exterior e registrou uma variação positiva de 5,3% no ano, totalizando o valor de US$ 45 milhões em vendas para o exterior.

As exportações de Maracanaú subiram 44,8% e registraram um montante de US$ 45,2 milhões. Os principais produtos fornecidos para o exterior foram couros, produtos à base de ferro e aço e tecidos de algodão.

Já o município de Icapuí mantém grande destaque e apresentou crescimento de 31,2%. O município registrou exportações no valor de US$ 22,6 milhões em decorrência, principalmente, da venda de produtos da fruticultura, em especial, melões e bananas.

Por sua vez, o município de Aquiraz apresentou queda de 27%, somando apenas US$ 20,1 milhões. Os produtos à base de coco e de castanha de caju são os principais itens vendidos ao exterior pelo município, em especial para os Estados Unidos, Holanda e Canadá. No total, 56 municípios cearenses realizaram operações de exportação entre janeiro e maio de 2021.

Receba as últimas notícias do Economic News Brasil no seu WhatsApp e esteja sempre atualizado! Basta acessar o nosso canal: CLIQUE AQUI!

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado