Pesquisar
Close this search box.
conteúdo patrocinado

Mercado cearense tem alta demanda por profissional de Segurança do Trabalho

No comparativo dos meses de julho de 2020 e junho de 2021, segundo o site salário.com.br, houve aumento de 28.57% nas contratações formais desses profissionais, com carteira assinada em regime integral de trabalho.

A área de Segurança do Trabalho é essencial para garantir a saúde física e mental de todos os profissionais que compõem a indústria. Os ganhos oriundos da atuação dos profissionais da área vão além da prevenção aos riscos pelos quais os trabalhadores passam, pois também são refletidos diretamente na preservação patrimonial e da saúde financeira e legal das empresas.

No Ceará, o mercado está aquecido para esses profissionais por sua elevada abrangência de atuação, especialmente o Técnico em Segurança do Trabalho, afirma o Especialista Técnico em Segurança do Trabalho, Química e Meio Ambiente do SENAI Ceará, Lincon Teles. 

“O profissional pode atuar na construção civil, empresas de instalação e manutenção elétrica, construção de estações e redes de distribuição de energia elétrica, fornecimento e gestão de recursos humanos para terceiros, construção de rodovias e ferrovias, serviços de engenharia, montagem de estruturas metálicas, atividades de atendimento hospitalar, indústria em geral, comércio atacadista e limpeza de prédios e domicílios”, explica.

conteúdo patrocinado

Os salários estão entre R$3 mil e R$6 mil. No comparativo dos meses de julho de 2020 e junho de 2021, segundo o site salário.com.br, houve aumento de 28.57% nas contratações formais desses profissionais, com carteira assinada em regime integral de trabalho.

Com reconhecida expertise nesse segmento, o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI Ceará) oferece cursos de formação inicial e continuada, além de cursos técnicos, presenciais e na modalidade de Educação a Distância (EAD). Eles podem acontecer nas unidades do SENAI Ceará localizadas em Fortaleza, Maracanaú, Sobral e Juazeiro do Norte e também nas instalações das empresas (in company).

Nas escolas SENAI, os cursos, incluindo o Técnico em Segurança do Trabalho, contam com ambientes pedagógicos específicos, para realização de práticas, como Campo de Combate a Incêndio com casa de fumaça (Jacarecanga) para formação completa de cursos de Brigada de Incêndio; Oficina de Trabalho em Altura com torre e duas plataformas de níveis diferentes (Jacarecanga); Oficina de Trabalho em Altura também com acesso por escalada e andaimes (Juazeiro do Norte); Oficina de Espaços Confinados com prática de resgate (Jacarecanga); Laboratórios de Equipamentos de Proteção Individual (EPI’s) (Jacarecanga e Juazeiro do Norte). O SENAI Ceará conta ainda com infraestrutura para prática dos cursos de segurança na operação de empilhadeiras e ponte rolante.

O curso Técnico em Segurança do Trabalho, bem como os cursos de formação inicial e continuada contam também com diversos equipamentos e materiais para a execução das atividades práticas educacionais como manequim de RCP (bonecos de primeiros socorros), medidor de stress térmico, decibelímetro, dosímetro, bomba gravimétrica, acelerômetro, luxímetro, medidores de gases, máscaras autônomas de respiração, óculos 360°, EPI’s diversos e outros equipamentos.

O corpo docente do SENAI possui, no seu conjunto, formações diversas e adequadas às necessidades da indústria, com instrutores especializados em Engenharia de Segurança do Trabalho e outras áreas correlatas, como Engenharia Mecânica, Engenharia Elétrica, Engenharia Civil, Engenharia Ambiental, Engenharia de Pesca, Química e Técnico em Enfermagem do Trabalho. 

“Os cursos possuem materiais didáticos como livros e apostilas e também são desenvolvidos no formato EaD (completo ou semipresencial) contando com plataforma moderna e interativa com diversos recursos tecnológicos para as estratégias de ensino e aprendizagem”, detalha Lincon Teles.

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado