Pesquisar
Close this search box.
conteúdo patrocinado

No Nordeste, 84% dos empresários acreditam que  bancos digitais modernizaram sistema bancário 

De acordo com o estudo, o Nordeste lidera o ranking das empresas que creditam o surgimento dos bancos digitais como um dos principais fatores para a modernização do sistema bancário.
De acordo com o estudo, o Nordeste lidera o ranking das empresas que creditam o surgimento dos bancos digitais como um dos principais fatores para a modernização do sistema bancário.

Levantamento do banco digital BS2 revelou que a maioria das PMEs da região Nordeste creem que a modernização do sistema bancário se deve ao surgimento dos bancos digitais. Foram ouvidos líderes de pequenas e médias empresas da região, entre os dias 24 de junho e 13 de julho de 2021.

De acordo com o estudo, o Nordeste lidera o ranking das empresas que creditam o surgimento dos bancos digitais como um dos principais fatores para a modernização do sistema bancário. O tema é consenso entre 84% dos entrevistados, seguido por Sul e Sudeste (80%) e Centro-Oeste e Norte, com 68%. 

Para 80% dos líderes e empresários nordestinos, a agilidade nos processos bancários também teve influência dos novos bancos, enquanto outros 83% acreditam que inovações como o Pix e Open Banking contribuíram para as transformações no setor, maior parcela entre as regiões.

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado

Do total entrevistado, 84% das empresas apontaram a rapidez na solução de problemas e 78% o atendimento a qualquer hora do dia como as principais influências do modelo digital, assim como a desburocratização do sistema. Sobre os principais avanços das instituições financeiras nos últimos cinco anos, as PMEs apontam: aplicativos mais rápidos e completos (37%), melhor atendimento nos canais digitais (34%) e maior velocidade nas transações financeiras (30%).

Com um mercado cada vez mais exigindo inovação e diversificação dos serviços prestados pelas instituições bancárias, as empresas têm migrado suas contas para os bancos digitais. Segundo o levantamento, entre as companhias que utilizam os novos bancos, 39% dos entrevistados nordestinos aderiram aos novos bancos nos últimos dois anos. 

Enquanto isso, mais de dois terços (71%) dos entrevistados que só possuem contas nos bancos tradicionais, afirmaram ter interesse em utilizar os serviços das instituições digitais, número acima das outras regiões do país.

“É possível constatar que a população brasileira já reconhece as soluções dos bancos digitais no mesmo nível ou até superiores as dos bancos tradicionais”, afirma Breno Guelman, executivo do BS2. “Essa transformação foi primeiro percebida na Pessoa Física e agora começa a ficar evidente para as Pessoas Jurídicas, em especial para as PMEs que representam a maior parte das empresas no país”, completa.

Sobre os critérios que fariam as empresas mudarem de banco, os empresários e gestores apontaram menores tarifas, agilidade no atendimento, rentabilidade e fácil utilização de aplicativo ou plataforma.

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado