Pesquisar
Close this search box.
conteúdo patrocinado

Ramal Aeroporto do VLT de Fortaleza terá 2,4 km de extensão

A nova linha irá oferecer aos passageiros uma opção de mobilidade mais segura, rápida, confortável e integrada aos outros modais.

Fortaleza terá um novo ramal, que terá 2,4 quilômetros (km) de extensão e vai interligar o VLT Parangaba-Mucuripe, em plena operação, com o Aeroporto Internacional de Fortaleza. Embora a ordem de serviço tenha sido assinada nesta quinta-feira, 11, a execução já foi iniciada, com a construção de duas estações, em fase de fundações, além das contenções de um elevado.

O prefeito de Fortaleza, José Sarto, e o governador Camilo Santana, participaram da assinatura da ordem de serviço da obra. O projeto é executado pela Secretaria da Infraestrutura do Ceará (Seinfra) e prevê a construção de três estações de embarque e desembarque, ligando o VLT ao terminal aeroportuário.

Nos seus 2,4 quilômetros de extensão, 900 metros formará uma estrutura elevada.  As novas estações estarão localizadas uma em uma futura praça, a ser construída na Avenida dos Expedicionários, e a outra, em frente ao Aeroporto Pinto Martins.

conteúdo patrocinado

Integrada à primeira estação, também será construída uma nova, a 11ª do VLT Parangaba-Mucuripe, e ficará entre as estações Montese e Vila União, já existentes. Já a Estação Aeroporto, que será elevada, ficará localizada na Av. Senador Carlos Jereissati, se interligando à passarela já existente sobre a via, com acesso por meio de escadas fixas, rampas e elevador.

Além das estações do novo ramal, o projeto prevê ainda serviços complementares de urbanização e integração para garantir melhorias ao Ramal Parangaba-Mucuripe, com a implantação de equipamentos de lazer nas regiões contempladas. A previsão é de que a obra seja concluída em 2022. O investimento previsto é de R$ 46 milhões.

A nova linha irá oferecer aos passageiros uma opção de mobilidade mais segura, rápida, confortável e integrada aos outros modais. Esse ramal será fundamental para atender as pessoas que precisam acessar o Aeroporto Pinto Martins, sejam viajantes, acompanhantes, ou mesmo quem trabalha no Terminal, que se tornou um hub aéreo, chegando a receber, em períodos normais antes da pandemia, mais de 160 mil passageiros por semana, e em torno de 1.300 voos semanais.

Essa demanda crescente evidenciou a necessidade de reforço na infraestrutura para acesso a esse equipamento. Por meio do VLT, o passageiro tem a opção de um modal de transporte público para a orla marítima da Capital, onde estão concentrados os principais hotéis e atrações turísticas de Fortaleza, além da possibilidade de proceder a integração com a Linha Sul do metrô e os terminais de ônibus da Prefeitura de Fortaleza. Futuramente, também com a Linha Leste.

O prefeito de Fortaleza comenta que essa obra faz parte de uma solicitação antiga dos fortalezenses e informa que investir em transporte rodoviário é uma escolha inteligente para a cidade. “Em Fortaleza, estamos dando prioridade, pela ordem, ao pedestre, ao ciclista e ao transporte público e de massa, que é o metrô. Esse é o modal de melhor custo-benefício para a população, transporta mais gente, mais rápido, é menos poluente e mais barato”, frisou.

“É mais um ramal importante para a mobilidade, que tem sido uma prioridade tanto para a Prefeitura de Fortaleza quanto para o Estado, são milhões de fortalezenses utilizando o transporte público todos os dias e é fundamental ter um transporte de qualidade”, salientou o governador Camilo Santana.

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado