Pesquisar
Close this search box.

FoodTech curitibana que automatiza a gestão de bares e restaurantes projeta crescimento de 25% em 2022

Carlos Drechmer, CEO da ACOM Sistemas.

Após um longo período de limitações por conta da pandemia de Covid-19, o setor de alimentação espera uma recuperação completa em 2022, segundo pesquisa da Associação Brasileira da Indústria de Alimentos (Abia).

Diante da expectativa de retorno total de bares, restaurantes e casas de eventos, a ACOM Sistemas, empresa de tecnologia com unidades no Paraná e São Paulo, já projeta um crescimento de 25% para este ano, apoiado em sua principal solução, o EVEREST 3.0,  plataforma especializada na operacionalização do backoffice de empresas do segmento de Food Service. Do pedido recebido no balcão, passando pelos controles de vendas e gestão de estoque, até os fechamentos contábeis do negócio, a solução tecnológica entrega controles e indicadores que ajudam na construção de estratégias de sucesso.

Apesar dos impactos da pandemia no mercado, a ACOM Sistemas chegou a um dos melhores momentos de sua trajetória. Em 2021, a empresa ultrapassou sua meta de novos contratos em 134%, gerando um acréscimo de 26% sobre sua receita recorrente em relação ao ano de 2020. Com isso, seu faturamento total alcançou um crescimento de 20% se comparado ao ano anterior e sua base de clientes exclusivamente do segmento Food Service também teve resultados positivos, com um crescimento de 100%. Além do reaquecimento do mercado por conta da redução nos números da pandemia, um fato que contribuiu para esses resultados foi a apresentação do EVEREST ao público carioca no ano passado: um território nacionalmente importante, por ser referência em turismo e gastronomia com grande potencial para a expansão das soluções da empresa.

Desde 2017, foi investido mais de R$ 5 milhões na criação e evolução da plataforma, incluindo o desenvolvimento de robôs para a automatização de processos e machine learning. Com esse cenário, a empresa já conquistou 300 contratos no fornecimento da solução tecnológica, entre eles, clientes como o Hard Rock Cafe (unidades de Curitiba e Fortaleza), Vinil Burger, Batatas Dipz, Bistrô Charlô, Grupo Rubaiyat, Grupo Alife, SSP Food Travel, Grupo Fit, Sala VIP, SPOT e Carole Crema.

“Dentro do cenário de crise, as empresas de Food Service precisaram buscar ferramentas para gerir melhor suas operações conhecendo de fato indicadores como CMV [Custo da Mercadoria Vendida], Engenharia de Cardápios, Rentabilidade, Índice de Desperdícios, Curva ABC de produtos”, lista o CEO da ACOM Sistemas.

Receba as últimas notícias do Economic News Brasil no seu WhatsApp e esteja sempre atualizado! Basta acessar o nosso canal: CLIQUE AQUI!

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado