Pesquisar
Close this search box.
conteúdo patrocinado

Cofecon alerta que solicitação de Certificado de Viabilidade Econômica (CVE) é golpe

O Conselho Federal de Economia (Cofecon) alerta para tentativas de golpe com o oferecimento de serviços de emissão de Certificado de Viabilidade Econômica (CVE) junto aos Conselhos Regionais de Economia (Corecons), mediante o pagamento de taxa de até R$ 900 para liberação de empréstimos.

Entenda

A prática consiste no oferecimento de empréstimos financeiros condicionados à apresentação do CVE, documento que não existe nas Normas do Sistema Cofecon/Corecons. Nesse sentido, a autarquia esclarece que o economista é o profissional habilitado para realizar Estudo de Viabilidade Econômica (EVE), mediante a emissão do competente laudo, sem qualquer tipo de chancela ou utilização da logomarca dos Corecons em tal documento.

conteúdo patrocinado
Foto: Divulgação

O esquema fraudulento, em sua nova versão, inclui a apresentação de carteira profissional falsificada. O Sistema Cofecon/Corecons diz que trabalha na implantação de nova carteira de identidade profissional como documento de comprovação do registro profissional. Em caso de dúvida sobre o registro de economistas, a recomendação é o contato direto com o Conselho Regional do Estado, órgão fiscalizador e responsável pela proteção da sociedade em temas relacionados ao exercício legal da profissão.

Fiscalização

O Cofecon, dentro de suas atribuições, tem trabalhado para advertir a sociedade, dando ampla publicidade e fiscalizando as denúncias de tentativas de golpe envolvendo o CVE. A instituição também tem desenvolvido ações conjuntas com os Conselhos Regionais para que o alerta seja recebido em todos os Estados. Além disso, o Cofecon oficiou a Polícia Federal e o Ministério Público.

Segundo a autarquia, é importante que todos estejam atentos às propostas recebidas por SMS, WhatsApp, e-mail, redes sociais e chamadas de voz. Não forneça dados pessoais (como nome completo, CPF, identidade, endereço) em resposta às propagandas.

Serviço

Em caso de dúvida, entre em contato com o Corecon de seu Estado ou com o Conselho Federal de Economia pelo e-mail [email protected].

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado