Pesquisar
Close this search box.
conteúdo patrocinado

Alta dos combustíveis: Transportadoras não conseguem absorver aumento e frete pode ficar mais caro

(Foto: Quintin Gellar/Pexels)

O aumento deve ser revertido no preço dos fretes ao longo dos próximos meses

No Brasil, a maioria das mercadorias são entregues por meio do transporte rodoviário e com a alta nos preços dos combustíveis, os operadores de logística devem elevar o preço dos fretes para suprir esse aumento. Segundo a Associação Brasileira de Operadores Logísticos (Abol), o diesel é mais utilizado nos transportes de carga, atingindo quase 40% de todo o custo operacional das empresas.

Após o último reajuste da Petrobras, o preço médio do diesel que será vendido às distribuidoras será de R$ 4,91 para R$5,61 por litro, indicando uma elevação de 14,2%.

conteúdo patrocinado

A Abol divulgou nota de posicionamento sobre o reajuste e como isso deverá refletir nas empresas. “Diferentemente da Petrobras, que é detentora de um monopólio, as empresas de logística não conseguem repassar os aumentos de preço imediatamente, o que pode levar um ou dois meses para acontecer, e a negociação muitas vezes não ocorre na totalidade do aumento”.

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado