Pesquisar
Close this search box.
conteúdo patrocinado

Inadimplência com bancos no Ceará sobe para 4,32%

O número de cearenses inadimplentes junto aos bancos subiu 4,32% no final do primeiro quadrimestre de 2022. Os dados são do Banco Central em comparação com a taxa registrada em abril, que foi 3,27%.

A taxa de inadimplência das operações de crédito do Sistema Financeiro Nacional (SFN) no Ceará, subiu 1,1 p.p. entre abril de 2021 e o mesmo período de 2022. Conforme publicação do Jornal O Povo, os níveis cearense estão acima da média nacional de inadimplência dos clientes pessoa física, que atingiu 3,49%. Em 2021, era de 2,92%, e há 10 meses, a taxa sobe constantemente.

O aumento constante da inflação e os juros cada vez mais altos, são pontos que influenciam diretamente na dificuldade que as famílias têm encontrado para fechar as contas. Em abril deste ano, conforme estudo da Serasa, 2,7 milhões de cearenses já estavam inadimplentes. Dado que se refere a, aproximadamente, 40% da população.

conteúdo patrocinado

De acordo com Geldo Machado, presidente do Sindicato das Sociedades de Fomento Mercantil dos Estados do Ceará, Piauí, Maranhão e Rio Grande do Norte (Sinfac/CE.PI.MA.RN), apesar do aumento das taxas de inadimplência, o público tem conseguido encontrar formas de priorizar os gastos e o mercado comercial tem buscado meios de seguir avançando.

“Temos conhecimento que há uma tendência gradual de alta da inadimplência das famílias. Com levantamento feito pelo Serasa, há o aumento da procura por renegociações de dívidas, porém, de certa forma, é positivo pensar que é saudável a aceleração das concessões de créditos para a economia, nas modalidades de empréstimo consignado e dentre outros. No Ceará não foi diferente, observamos que a população tem dado prioridade ao pagamento das despesas de primeira necessidade, e recorrendo a compras parceladas, no cartão de crédito, o que diretamente impacta na inadimplência local. Além de influenciar na rotatividade econômica regional”, finaliza Machado.

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado