Pernambucanas investe em energia renovável para 243 lojas

(Foto: Burak The Weekender/Pexels)

A Pernambucanas acaba de fechar uma parceria com a Raízen, empresa integrada de energia e referência global em bioenergia. A união entre as duas empresas tem o objetivo de gerar energia renovável e abastecer 243 lojas de rua da marca, por meio da solução de Geração Distribuída, usando fontes de energia solar, biogás e hídrica. Essa é a maior parceria da Raízen com uma varejista de moda até o momento e a distribuição contemplará diversas localidades.

O acordo prevê o alvo de geração anual de 1.953 MWh de energia renovável até 2027. Esse volume poderia abastecer uma cidade com cerca de 4 mil habitantes por ano e a produção de energia limpa realizada para a iniciativa pode proporcionar a redução de 192 toneladas de gás carbônico (CO2) na atmosfera.

No total, as lojas de rua da Pernambucanas contempladas com o fornecimento de energia limpa da Raízen estarão localizadas em 12 estados brasileiros e no Distrito Federal, todos atendidos por 18 distribuidoras diferentes. As lojas estão localizadas em: São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Espírito Santo, Goiânia, Bahia, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná e Tocantins.

“Evoluir olhando para o cuidado com o futuro e a importância da urgência climática faz parte das estratégias do nosso negócio. A parceria com a Raízen é mais uma de nossas iniciativas para seguirmos na missão de uma gestão ambientalmente correta, e o processo de descarbonização da nossa operação é parte fundamental nisso”, afirma Sergio Borriello, CEO da Pernambucanas.

“Estamos muito felizes com a parceria que fechamos com a Pernambucanas. Iremos fornecer energia renovável em 18 estados, com espaço em usinas de imediato e algumas plantas em construção com conexão prevista em 2023. A Raízen irá atender praticamente toda sua demanda no Brasil, visto que puderam fazer, em uma única negociação, o suprimento da sua necessidade e ter um parceiro estratégico, de confiança, em um mercado com concorrentes regionais”, comemora Rafael Rebello, diretor de Soluções de Energia e Renováveis da Raízen.

Atualmente, a Raízen tem em seu portfólio cerca de 5% da geração de energia renovável do Brasil, com 2 GW de capacidade, sendo 70% centralizada na biomassa e 30% na geração distribuída solar, pequenas centrais hidrelétricas e aterro sanitário.

Desenvolvimento sustentável da Pernambucanas

A Pernambucanas possui um plano de redução de seus impactos que visa o desenvolvimento sustentável e a diminuição de emissões de gases poluentes ao longo dos anos. A parceria com a Raízen é uma das iniciativas que a varejista adotou para reforçar seu compromisso com o cuidado com as pessoas e com o planeta.

Desde 2009, 16% das lojas da companhia já compram energia de matrizes energéticas renováveis, por meio do mercado livre de energia. A projeção para os próximos dois anos é que a marca migre 33% do número total de lojas para esse sistema. Assim, será possível alcançar 80% de lojas utilizando um sistema limpo de energia.

Ainda contemplando o plano de redução de impactos, a varejista possui desde 2017 a Oficina Escola, localizada em Araçariguama (SP), que realiza a reforma e produção de balcões, mesas, armários e manequins, que seriam descartados e os destinam para serem utilizados nas novas lojas. Além de ser um projeto social que desenvolve e capacita pessoas, também reduz o impacto na geração de resíduos e nas emissões de gases de efeito estufa. Somente em 2021, a oficina reformou mais de 45 toneladas de mobiliários, além de destinar à reciclagem mais de 140 toneladas de materiais utilizados nessa produção. Com isso, mais de 140 toneladas de CO2 deixaram de ser emitidas no ano.

Já em 2022, a empresa também investiu para que parte do seu processo de abastecimento de produtos nas lojas fosse feito por meio de sua frota própria. Hoje, 25% dos caminhões são próprios e parte desses veículos são 100% elétricos. Além dos veículos elétricos, a varejista também possui caminhões com 4 baús intercambiáveis móveis (BIM), que partem do Centro de Distribuição e ao chegarem em determinado destino, os baús são redistribuídos entre outros três caminhões, que seguem em direção a diferentes lojas. Dessa forma, a Pernambucanas é a única empresa no mercado a realizar esse processo de entrega. Com essas ações, é possível diminuir de forma significativa seu impacto nas emissões de CO2.

Diante de um intenso plano de expansão da varejista que, somente em 2022 irá contemplar cerca de 40 novas lojas no país, também foi necessário pensar em iniciativas mais sustentáveis. Por isso, ao abrir uma nova loja, a empresa busca utilizar o sistema Retrofit, um processo de melhoria das instalações antigas, reaproveitando materiais que seriam demolidos, otimizando a gestão dos resíduos e a escolha de processos produtivos. Nas obras, a marca escolhe materiais menos poluentes e tecnologias que evitam o desperdício.

As ações do plano de redução de impactos também se estendem ao impacto social, já que cerca de 80% dos colaboradores que a empresa contrata moram em um raio de até 10km da loja em que irão trabalhar, contribuindo assim com a redução das emissões no trajeto do colaborador ao trabalho, além de promover o desenvolvimento local nas cidades em que a marca está.

Receba as últimas notícias do Economic News Brasil no seu WhatsApp e esteja sempre atualizado! Basta acessar o nosso canal: CLIQUE AQUI!

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado