Redução de preços de combustíveis no Nordeste em setembro

(Foto: Skitterphoto/ Pexels)

No mês de setembro, conforme o Índice de Preços Ticket Log (IPTL), ocorreu uma diminuição no preços de combustíveis no Nordeste. Inicialmente, o litro da gasolina estava cotado a R$ 5,34, marcando uma queda de 7,89% em relação a agosto, apesar de ser o segundo valor mais elevado do Brasil. Além disso, o etanol viu uma redução ainda mais acentuada, sendo comercializado a R$ 4,62 por litro, o que representa uma diminuição de 11,38%.

Detalhamento dos Preços de Diesel

Além disso, o IPTL revelou uma tendência de queda também nos preços do diesel. Especificamente, o diesel comum e o S-10 fecharam o mês cotados a R$ 7,07 e R$ 7,12 por litro, respectivamente. Esses preços indicam um decréscimo de 4,10% para o diesel comum e de 3,98% para o S-10, em comparação com o mês anterior.

Foco nos Estados: Paraíba e Rio Grande do Norte

Por outro lado, no que se refere às variações estaduais, a Paraíba registrou a maior baixa no preço do etanol, com uma expressiva redução de 18,59%. Paralelamente, o Rio Grande do Norte apresentou a maior queda no preço da gasolina, alcançando 9,58% de diminuição. Esses dados foram enfatizados por Douglas Pina, Diretor-Geral de Mainstream da Divisão de Frota e Mobilidade da Edenred Brasil.

Situação Excepcional na Bahia

Contrastando com a tendência geral, a Bahia foi o único estado a mostrar um aumento no valor do diesel. O diesel comum teve um leve acréscimo de 0,08%, enquanto o diesel S-10 subiu 0,26%.

A Confiabilidade do IPTL

Finalmente, é importante destacar a confiabilidade do IPTL como indicador. Este índice é baseado nas informações de abastecimento de 21 mil postos credenciados pela Ticket Log. A robustez dos dados é assegurada pelo volume de veículos gerenciados pela empresa, totalizando 1 milhão, com uma média de oito transações por segundo.

Receba as últimas notícias do Economic News Brasil no seu WhatsApp e esteja sempre atualizado! Basta acessar o nosso canal: CLIQUE AQUI!

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado