Pesquisar
Close this search box.
conteúdo patrocinado

Factoring ajuda empresas a financiar sua operação – Por Renato Junqueira

Ao antecipar recebíveis, factoring possibilita que empresas paguem fornecedores, modernizem equipamentos e equilibrem fluxo de caixa

Seja para modernizar seus equipamentos, pagar fornecedores, contratar novos funcionários ou simplesmente ter maior equilíbrio no fluxo de caixa, é muito comum que as empresas precisem de recursos para financiar e expandir suas atividades. No entanto, as exigências de um banco podem dificultar ou até mesmo inviabilizar a liberação desse capital, especialmente no caso de negócios de menor porte.

Além disso, com a burocracia dessas instituições financeiras, o dinheiro muitas vezes demora algumas semanas para ser liberado, e esses prazos nem sempre condizem com o tempo do empresário, que pode ter necessidades urgentes. Em casos como esse, o factoring surge como uma opção interessante.

conteúdo patrocinado

Entenda o factoring

Antes de mais nada, é importante lembrar que toda empresa comercializa algo, seja um produto ou um serviço. Contudo, nem sempre seus clientes pagam à vista. Por exemplo, caso um marceneiro seja contratado para fazer um móvel sob medida, ele precisará comprar a madeira usada para o trabalho, remunerar os ajudantes e ainda contratar alguém para realizar a entrega. Porém, como ele faz se o cliente decidir parcelar a compra?

A resposta é muito simples: ele pode recorrer ao factoring para antecipar esse recebimento em troca de um pequeno desconto sobre o valor final, também chamado de deságio. Desse modo, ao utilizar este instrumento em um volume maior de vendas, a empresa consegue levantar um capital relevante que pode ser usado para as mais diferentes finalidades dentro do negócio.

Como funciona o factoring?

Para entender como a operação se dá na prática, é importante conhecermos o seu passo a passo. Após realizar uma venda a prazo, a empresa interessada em antecipar esse recebimento procura a factoring. Primeiramente, ela será orientada a realizar um cadastro básico no banco de dados da instituição. A seguir, a companhia passará por uma análise, por meio da qual a factoring avalia sua capacidade de pagamento.

Uma vez aprovada, a empresa fornece os títulos cuja receita deseja antecipar, e a factoring faz uma proposta de quanto cobrará de deságio, considerando tanto os custos quanto os riscos do negócio. Caso ambas as partes entrem em acordo, elas assinam um contrato e o crédito é liberado.

Vantagens em todas as pontas

Na prática, as vantagens do factoring podem ser observadas nas três pontas do negócio, gerando benefícios para o cliente que compra a prazo, para a empresa que antecipa o crédito, e para a própria instituição que presta o serviço de factoring.

Enquanto no caso de um banco todo esse processo de antecipação poderia se estender ao longo de semanas, com a factoring é possível resolver a questão em poucas horas, desde que a empresa interessada já tenha um cadastro em seu banco de dados. Portanto, o principal ganho para o empreendedor está na praticidade e na agilidade para levantar os recursos necessários para manter sua operação.

Já o cliente que não teria condições de arcar com um pagamento à vista ganha a possibilidade de comprar a prazo e tem a segurança de que a empresa contratada será capaz de honrar seus compromissos. Por fim, a própria factoring consegue manter sua operação por meio do deságio, gerando empregos e ampliando sua capacidade para apoiar novas empresas com a antecipação.

*Opinião – Artigo Por Renato Junqueira, CEO da Federal Invest.

**Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal.

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado