Pesquisar
Close this search box.
conteúdo patrocinado

Grupo Raiola entra em recuperação judicial com dívida de R$ 153 milhões

(Imagem: Pexels)

A marca centenária do Grupo Raiola, conhecido por sua produção de azeites, azeitonas, tomates pelados e outros alimentos em conserva, entrou em recuperação judicial nesta semana. O pedido foi aceito com tutela de urgência pela 3ª Vara de Recuperações e Falências de São Paulo, devido à acumulação de uma dívida total de R$ 153 milhões.

Fundada em 1938 por imigrantes italianos, a empresa não conseguiu lidar com a explosão de preços causada pelo choque de oferta e se viu forçada a recorrer a empréstimos. Os débitos atualizados sujeitos à recuperação judicial somam R$ 62,3 milhões, dos quais R$ 44 milhões são dívidas com agentes financeiros, como o Daycoval, o Bradesco e o Banco do Brasil. Outros R$ 18 milhões são devidos a fornecedores de matéria-prima, embalagens e serviços. Além disso, o grupo tem outras dívidas de R$ 91 milhões – principalmente de natureza fiscal – que não fazem parte do processo de recuperação.

Para realizar a recuperação judicial, a marca foi avaliada em R$ 98 milhões. Além disso, como forma de assegurar o pagamento de pendências fiscais, 10% dos créditos vindos das vendas presentes e futuras realizadas pelo Grupo Raiola para seus principais clientes foram penhorados.

conteúdo patrocinado

Com a recuperação judicial, o Grupo Raiola busca reorganizar suas finanças e superar a crise financeira. A empresa é um importante nome do setor de alimentos em conserva no país e espera poder continuar a oferecer seus produtos de qualidade aos consumidores.

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado