Pesquisar
Close this search box.
conteúdo patrocinado

XP: Dados de serviço acima do esperado devem ser avaliados com cautela

(Foto: Stefan Lorentz/Pexels)

Receitas reais de serviços aumentaram 3,1% em dezembro de 2022 em relação a novembro, ultrapassando as estimativas de 1,5% e o consenso de 1,3%, de acordo com dados divulgados. O resultado foi o mais forte desde setembro de 2021, e o setor de serviços teve o melhor desempenho entre os três setores da economia, superando a indústria e a agricultura.

O faturamento real de serviços subiu 6,0% em dezembro de 2022 em relação ao mesmo mês de 2021, impulsionando o crescimento de 8,3% em 2022. O setor terciário cresceu 1% no 4º trimestre em relação ao anterior, após ajuste sazonal, enquanto o índice geral de serviços está atualmente 14,5% acima do patamar pré-pandemia.

Entre os segmentos que tiveram destaque no mês de dezembro, destacam-se os serviços prestados às famílias, que aumentaram 12,6% em relação ao mesmo período do ano anterior, e o setor de transportes, serviços auxiliares aos transportes e correio, que cresceu 6,3% em relação a dezembro de 2021. A XP Investimentos prevê um crescimento moderado de 2,5% nas receitas reais de serviços em 2023 em relação a 2022, impulsionado pela retomada econômica e pela recuperação do mercado de trabalho.

conteúdo patrocinado

Apesar do cenário positivo, é importante monitorar de perto as condições econômicas e a evolução da pandemia, que ainda pode gerar incertezas e volatilidade nos mercados. A recuperação do setor de serviços ainda não é homogênea em todo o país, e algumas regiões ainda apresentam dificuldades. Além disso, a inflação e a alta dos juros podem afetar o consumo de serviços, principalmente os de maior valor agregado.

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado