Pesquisar
Close this search box.
conteúdo patrocinado

Varejo farmacêutico apresenta queda no número de clientes e volume de vendas em janeiro de 2023

(Foto: Suzy Hazelwood/Pexels)

O varejo farmacêutico apresentou um desempenho abaixo do esperado em janeiro de 2023, com uma queda no número de clientes atendidos e volume de vendas em comparação com o mesmo período do ano anterior. Segundo a Abrafarma, foram vendidos pouco mais de 140 milhões de unidades de medicamentos no primeiro mês deste ano, contra quase 167 milhões em janeiro de 2022. O total de atendimentos também caiu de 93 milhões para 89,5 milhões.

No entanto, as vendas de produtos que não são remédios, como cosméticos e itens de higiene, tiveram uma pequena alta de 3,6%, de aproximadamente 106 milhões de unidades para quase 110 milhões no mês. O faturamento total apresentou um crescimento real tímido, inferior a 4% na comparação com janeiro do ano passado, um recuo significativo diante do avanço de cerca de 17,5% registrado no mesmo período em 2022. A queda mais expressiva foi nos medicamentos isentos de prescrição médica, que perderam 17% de faturamento no período.

O CEO da Abrafarma, Sergio Mena Barreto, ressalta que o desempenho inferior pode ser reflexo do novo cenário da pandemia, já que a Ômicron pode ter impulsionado um crescimento atípico das vendas no setor no início do ano passado. É importante ressaltar que o setor costuma apresentar maior resiliência aos cenários econômicos mais difíceis, mas o atual cenário pode estar afetando seu desempenho.

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado