Pesquisar
Close this search box.
Publicidade
Publicidade
X
Publicidade
X

Candidato à presidência do Banco Mundial defende novo modelo de desenvolvimento econômico para combater mudanças climáticas

(Foto: Reprodução)

O candidato à presidência do Banco Mundial, Ajay Banga, destacou nesta quarta-feira, 8, a necessidade de um novo modelo de desenvolvimento econômico capaz de enfrentar as mudanças climáticas com mais eficácia. Em visita ao Quênia, Banga alertou que o mundo não pode mais seguir o “velho modelo de um sistema de crescimento com altas emissões”, uma vez que as consequências serão pagas não só pelas gerações atuais, mas também pelas futuras. “Não podemos pagar, nem nossos filhos”, declarou o atual vice-presidente da General Atlantic em entrevista coletiva em Nairóbi.

Banga, de 63 anos e de origem indiana-americana, foi indicado pelo presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, para assumir o cargo de presidente do Banco Mundial após o anúncio da saída do atual presidente, David Malpass, antes do fim de seu mandato. Até o momento, Banga é o único candidato oficial ao cargo.

Com passagem pela CEO da Mastercard, o candidato enfatizou a necessidade de “adaptação” para combater o aquecimento global e defendeu parcerias com o setor privado como uma das soluções para a questão. O Banco Mundial iniciou o processo de candidaturas para o cargo de presidente no mês passado, e o prazo se encerra em 29 de março.

Publicidade

O Quênia foi a segunda parada de uma série de viagens internacionais programadas por Banga para apresentar suas propostas e ideias. Anteriormente, ele esteve na Costa do Marfim. A expectativa é que o próximo presidente do Banco Mundial tenha um papel fundamental na promoção de um desenvolvimento econômico mais justo e sustentável, além de liderar a luta contra as mudanças climáticas em escala global.

 

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado