Pesquisar
Close this search box.
Publicidade
Publicidade
X
Publicidade
X

Credit Suisse identifica debilidades em procedimentos de balanços e controles

O Credit Suisse enfrenta desafios significativos em seus procedimentos de balanços e controles nos últimos dois anos, segundo informações divulgadas pelo banco de Zurique. Na tentativa de corrigir controles ineficazes no processo de elaboração de suas demonstrações financeiras, a empresa anunciou que tomará medidas para solucionar as debilidades identificadas.

Embora os balanços de 2022 e 2021 tenham sido considerados razoáveis em relação à condição financeira do banco, o Credit Suisse enfrentou problemas na semana passada. A divulgação do relatório anual foi adiada depois que a SEC (Securities and Exchange Commission) dos EUA apresentou questionamentos de última hora sobre as demonstrações de fluxo de caixa de 2019 e 2020. Apesar disso, o banco afirmou que as discussões foram concluídas.

O diretor-presidente do Credit Suisse, Ulrich Koerner, tem liderado uma reestruturação complexa com o objetivo de recuperar o lucro do banco, mas o processo está ameaçado pelas perdas do setor financeiro associadas ao Silicon Valley Bank (SVB), dos EUA. Essa situação afetou a ação do Credit Suisse, que caiu até 15% em dois dias, a maior queda de qualquer grande banco europeu.

Publicidade

O colapso do SVB também abalou os mercados globais, e o Credit Suisse alertou para pontos fracos em seus procedimentos de divulgação de relatórios financeiros em seu relatório anual na terça-feira. Desde o último trimestre de 2022, o banco tem sofrido com resgates de clientes, totalizando mais de 110 bilhões de francos suíços.

Com essas dificuldades, o Credit Suisse precisa tomar medidas para corrigir suas debilidades e recuperar a confiança de seus clientes e investidores. Enquanto isso, o setor financeiro global segue atento aos desdobramentos dessa situação, que pode ter impactos significativos em todo o mercado.

Opinião

Para entender melhor a situação do Credit Suisse e os impactos que as debilidades em seus procedimentos de balanços e controles podem causar, conversamos com Jackson Pereira Jr. em finanças e articulista de negócios do ENB.

Segundo Pereira, “os problemas enfrentados pelo Credit Suisse podem afetar a confiança dos investidores no setor financeiro e trazer instabilidade para o mercado como um todo. É importante que o banco tome medidas efetivas para corrigir essas debilidades e recuperar a confiança dos clientes e investidores.”

Pereira Jr. também ressalta que a reestruturação liderada por Ulrich Koerner é fundamental para que o Credit Suisse possa voltar a dar lucro e superar as perdas associadas ao Silicon Valley Bank. “A situação é delicada, mas ainda é possível reverter essa situação se forem tomadas as medidas corretas”, conclui o especialista.

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado