Pesquisar
Close this search box.

Hurb tem prazo estendido para explicar cumprimento dos pacotes de viagem

Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil

A Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon), do Ministério da Justiça e Segurança Pública, prorrogou o prazo para que a Hurb (antigo Hotel Urbano) apresente sua situação financeira e a previsão do cumprimento contratual dos pacotes de viagem que vendeu em sua plataforma. A empresa terá até o fim da próxima segunda-feira (8) para se manifestar, sob pena de multa diária de R$ 50 mil e suspensão dos serviços.

A medida foi tomada em meio a uma crise de imagem da empresa, que enfrenta reclamações de clientes sobre falta de pagamento para hotéis e pousadas e cancelamentos de reservas. A Senacon abriu um processo administrativo contra a Hurb na semana passada por desrespeito a consumidores, após registrar um aumento de 7.000 queixas no primeiro trimestre de 2023, número próximo às 12 mil reclamações registradas em todo o ano de 2022.

A situação da Hurb foi agravada pelo comportamento agressivo de seu fundador, João Ricardo Mendes, que renunciou ao cargo de CEO da plataforma na semana passada depois de ter ameaçado e xingado clientes na internet. Em carta de renúncia, Mendes admitiu erros e procurou desassociar suas atitudes da imagem da empresa.

Clientes que compraram pacotes de viagem na plataforma tentam recuperar o dinheiro ou confirmar as reservas. Nas redes sociais, grupos de consumidores que foram prejudicados pela crise na empresa reúnem milhares de participantes. A Hurb, por sua vez, afirma que está à disposição das autoridades para prestar esclarecimentos, mas não comenta processos ou ações em andamento por questões legais.

Receba as últimas notícias do Economic News Brasil no seu WhatsApp e esteja sempre atualizado! Basta acessar o nosso canal: CLIQUE AQUI!

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado