Pesquisar
Close this search box.
Publicidade
Publicidade
X
Publicidade
X

Embrapii, MEC e BNDES fazem investimento para apoiar bioeconomia no Pará

Imagem: Universidade Federal do Oeste do Pará/Divulgação

O Ministério da Educação (MEC), o Banco Nacional de Desenvolvimento (BNDES) e a Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial (Embrapii) assinaram na terça-feira (30/05), o termo de cooperação que autoriza o funcionamento de três novas unidades da Embrapii no Pará.

Serão investidos R$ 8,4 milhões nas Unidades, que atuarão em áreas como tecnologias de produtos florestais amazônicos, desenvolvimento sustentável da fruticultura na Amazônia e economia circular na mineração. As novas unidades credenciadas irão funcionar na Universidade Federal do Oeste do Pará (UFOPA), em Santarém, e na Universidade Federal do Pará (UFPA) e no Instituto Senai de Inovação (ISI) em Tecnologias Minerais, ambas em Belém.

Na Ufopa, a unidade vai atuar na área de tecnologias de produtos florestais amazônicos em cooperação com pequenas e médias empresas do Oeste do Pará com foco na bioeconomia adotando modelos de negócios sustentáveis de impacto social. Na UFPA, a unidade Embrapii vai atuar no desenvolvimento sustentável da cultura do açaí e do cacau  na Amazônia para criar métodos adequados para o processamento.

Publicidade

E no Instituto Senai de Inovação, a unidade Embrapii visa aumentar a competitividade das indústrias através da inovação e acelerar a transformação da mineração para uma economia de baixo carbono, sustentável, ambientalmente e socialmente segura. A atuação será focada na área de Economia Circular na Mineração com foco no uso de resíduos de mineração na agricultura e em outras cadeias produtivas.

A Embrapii é organização social que coopera com instituições de pesquisa, públicas ou privadas para fomentar a inovação na indústria, já apoiou 35 empresas da região Norte do país no desenvolvimento de um total de 52 projetos de inovação tecnológica. Destes, 15 estão concluídos e resultaram em oito pedidos de propriedade intelectual. O investimento alavancado chegou a R$ 89,13 milhões.

Outra ação importante de apoio às empresas do Norte é o programa Inova+ Indústria Digital e Sustentável, parceria da Embrapii com o BNDES. A iniciativa disponibiliza R$ 30 milhões para empresas da região Norte desenvolverem projetos na área de Bioeconomia Florestal. O recurso é parte dos R$ 145 milhões disponibilizados pelo programa para estimular a inovação industrial em áreas estratégicas, como a bioeconomia florestal.

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado