Pesquisar
Close this search box.
Publicidade
Publicidade
X
Publicidade
X

Grupo Parlamentar dos Brics é instalado pelo Senado

O Senado instalou, na noite desta terça-feira, 30, o Grupo Parlamentar dos Brics. O nome faz referência ao bloco de países composto por Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul. O senador Irajá (PSD-TO), que sugeriu a criação do grupo, é quem preside o colegiado. Segundo o senador, os Brics correspondem a cerca de 23% do PIB global. Ele disse que o grupo pretende atuar como um facilitador, para ampliar relações comerciais entre os países, atraindo emprego e renda para os brasileiros. O parlamentar lembrou que a China é o principal parceiro comercial do Brasil.

“A frente pretende ampliar a interlocução com os players do mercado e com os governos, para que as relações comerciais sejam expandidas. São países emergentes e grandes potências na produção de energia limpa, alimentos e outras produtos importantes no mundo inteiro”, afirmou.

Irajá fez um histórico do Brics, detalhou os conselhos como órgãos de apoio do grupo e lembrou que, hoje, a ex-presidente da República Dilma Rousseff é quem preside o banco do bloco. Ele disse que o bloco representa a união de povos, culturas e economias em prol do desenvolvimento econômico e da agenda ambiental dos países membros. O apoio a energias renováveis e limpas será, de acordo com Irajá, um forte compromisso do grupo. Na visão do senador, a criação do bloco, que já tem mais de 30 membros, é importante para a integração dos parlamentos envolvidos.

Publicidade

“Através de um diálogo constante e colaborativo, vamos identificar oportunidades de negócios, promover integração, fomentar investimentos e estimular a troca de tecnologia e a cooperação científica”, registrou Irajá, que pediu a união de políticos e sociedade civil na participação do grupo.

O ministro da Pesca e Aquicultura, André de Paula, o advogado-geral da União, Jorge Messias, o presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, o presidente da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex), Jorge Viana, o vice-presidente do Senado, Veneziano Vital do Rêgo (MDB-PB), senadores, deputados e embaixadores, além de outras autoridades, acompanharam a cerimônia, que ocorreu no Salão Nobre do Senado.

A proposta de criação do grupo (PRS 11/2023), foi aprovada no Plenário do Senado na semana passada. Além de buscar ampliar as relações comerciais e tratar de parcerias de novos investimentos entre os países do bloco, o grupo vai promover o intercâmbio com entidades de parlamentos e acompanhar a tramitação de matérias que tratem de assuntos de interesse dos Brics.

 

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado