Pesquisar
Close this search box.
Publicidade
Publicidade
X
Publicidade
X

Maioria das empresas brasileiras pesquisadas pela KPMG possuem metas de descarbonização,

Imagem: Pixabay

De acordo com levantamento global “Grandes Mudanças, Pequenos Passos – Relatórios de Sustentabilidade”, da KPMG, de cem empresas brasileiras analisadas, 86% reportaram os assuntos ESG (do inglês, meio ambiente, social e governança) como muito importantes na análise de risco e 90% das companhias divulgaram metas para descarbonização. Enquanto no contexto latinoamericano, o percentual de países com metas nesse sentido é de 72%.

Segundo o estudo, 65 das cem maiores empresas brasileiras incluíram mudanças climáticas em análises de risco de 2022, correspondendo a um aumento de 19% em relação aos números apurados em 2020, quando apenas 46% das empresas informaram esse dado.

Outra informação importante ressaltada no estudo é que a conscientização sobre os riscos de perda da biodiversidade foi reportada por 58% das maiores empresas pesquisadas. O Brasil lidera este ranking, seguido pelo Peru, Reino Unido, Tailândia, África do Sul e Japão.

Publicidade

Considerando os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da ONU, nesta edição do estudo, o Brasil lidera a região latino-americana com 76% das empresas apresentando uma comunicação ao mercado sobre os ODS, seguido pelo Peru e México (ambos com 70%) e Chile (com 67%).

A pesquisa analisou, ainda, relatórios de sustentabilidade e reportes públicos de 5.800 empresas de 58 localidades, levando em consideração as cem empresas de maior faturamento de cada um dos países incluídos no trabalho, e as 250 empresas de maior faturamento em todo o mundo, de acordo com o ranking da Fortune 500 de 2021.

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado