Pesquisar
Close this search box.
conteúdo patrocinado

Tecnologia e inovação: SENAI-RN tem expansão em demanda por serviços no quadrimestre

Foto: reprodução/FIERN

O SENAI do Rio Grande do Norte fechou o primeiro quadrimestre do ano com expansão de 134% nos atendimentos a empresas na área de soluções em tecnologia e inovação – “uma superação importante de todas as metas previstas para o período”, segundo o diretor da instituição e do Instituto SENAI de Inovação em Energias Renováveis (ISI-ER), Rodrigo Mello.

Os dados foram divulgados na quarta-feira, 31, pelo executivo, durante reunião do Conselho Regional do SENAI-RN – formado por representantes da indústria, dos trabalhadores da indústria, do Ministério da Educação e do Ministério do Trabalho e Previdência.

De acordo com Mello, entre janeiro e abril, foram 1.347 atendimentos a 351 empresas de diversos portes, número 66% acima do projetado. O volume inclui serviços técnicos especializados, consultoria em tecnologia, pesquisa, desenvolvimento e inovação (PD&I), metrologia, além de serviços complementares.

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado

No campo da educação profissional, foram registradas 9,5 mil matrículas entre janeiro e abril, “também com metas superadas”, destacou ele. Apenas no estado, os serviços do SENAI alcançaram 66% dos municípios no período.

A missão internacional que a instituição realizou junto com a Federação das Indústrias (FIERN), entre o final de abril e o início de maio, ao Reino Unido, foi um dos pontos de destaque na apresentação. “Nós visitamos universidades, interagimos com empresas e outras instituições que já vivem o offshore, em um momento de enxergar oportunidades e caminhos de expansão a partir desta cadeia que está nascendo no Brasil e no Rio Grande do Norte”, disse o diretor do SENAI.

O diretor 1º Tesoureiro da FIERN e presidente eleito da Federação para o mandato que começa em outubro, Roberto Serquiz, liderou a missão e também destacou a relevância da experiência para o desenvolvimento da indústria e da área de pesquisa, desenvolvimento & Inovação no estado, citando como referência o Instituto SENAI de Inovação em Energias Renováveis.

“O Rio Grande do Norte”, disse ele, “está bem avançado no onshore e está em aquecimento para o offshore. Já o Reino Unido é líder nesse setor na Europa e já explora a atividade há 10 anos, isso explica a razão de ter sido o nosso destino”.

Discussões travadas em áreas como geração, armazenamento, transporte e eficiência energética foram citadas por ele entre as principais, assim como questões envolvendo segurança jurídica e infraestrutura. Um porto para atender a nova indústria no estado e o desenvolvimento do ambiente regulatório foram as urgências que, segundo o diretor, ficaram mais evidentes durante a programação.

Amaro Sales, presidente do Sistema FIERN e do Conselho Regional do SENAI-RN, ressaltou a importância da iniciativa e da constante troca de experiências e consolidação de parcerias entre o ISI e instituições nacionais e internacionais. No ano passado, frisou ele, o Instituto recebeu dezenas de missões de outros países. “E isso não é à toa. O Rio Grande do Norte está na rota do desenvolvimento das energias renováveis e a determinação da nossa gestão é para que a gente avance cada vez mais no campo da inovação, das parcerias e da educação profissional. Vamos continuar lutando”, disse.

Sobre o SENAI-RN

O SENAI é o maior complexo de educação profissional da América Latina e detentor da maior rede privada de Institutos de Tecnologia e Inovação para a indústria nessa região do mundo. No Rio Grande do Norte, engloba cinco Centros de Educação e Tecnologias: CET (Voltado ao setor da construção civil); CETCM (Voltado às indústrias de alimentos, vestuário e moda); CETIB (cursos diversos para a indústria); CETAB (vestuário, construção e outros), e CTGAS-ER, principal referência do SENAI no Brasil para educação e serviços com foco nas indústrias de energias renováveis e do gás, além de centro de excelência para soluções que estão em desenvolvimento – em parceria com a Alemanha – para educação profissional com foco em hidrogênio verde.

A atuação se dá ainda por meio do Instituto SENAI de Inovação em Energias Renováveis (ISI-ER) – principal referência do SENAI no Brasil em Pesquisa, Desenvolvimento & Inovação com foco em energia eólica, solar e sustentabilidade – e do Instituto SENAI de Tecnologias em Petróleo e Gás (IST-PG). Apenas no Rio Grande do Norte, os serviços oferecidos alcançaram, no primeiro quadrimestre, indústrias, instituições e profissionais de 132 municípios, ou seja, de 79% do território potiguar.

Receba as últimas notícias do Economic News Brasil no seu WhatsApp e esteja sempre atualizado! Basta acessar o nosso canal: CLIQUE AQUI!

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado