Pesquisar
Close this search box.
Publicidade
Publicidade
X
Publicidade
X

Tempo de espera para visto de turista americano atinge níveis recordes no Brasil

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil.

O Brasil ocupa atualmente a sétima posição entre os países com maior tempo de espera para a obtenção do visto de turista para os Estados Unidos (EUA), revela um levantamento realizado pela AG Immigration, um escritório de advocacia migratória com sede em Washington.

Os dados, baseados em informações do Departamento de Estado dos EUA, destacam que a fila de solicitações atingiu níveis recordes em quatro das cinco cidades brasileiras onde o visto pode ser requisitado.

A maior espera ocorre em São Paulo, onde os agendamentos realizados hoje só terão disponibilidade daqui a 615 dias, o que equivale a quase 20 meses. Em seguida, temos Porto Alegre (507 dias), Brasília (493), Rio de Janeiro (478) e Recife (449). De acordo com a AG Immigration, apenas o Rio de Janeiro já havia enfrentado uma fila tão longa, sendo que os números nas demais cidades representam recordes.

Publicidade

Globalmente, apenas seis países apresentam um tempo de espera maior: Colômbia, Haiti, México, Nepal, Canadá e Emirados Árabes. No Brasil, os vistos de turismo e negócios correspondem a mais de 90% das solicitações. Já no caso dos vistos para estudo ou trabalho, o processo geralmente é mais rápido.

A pandemia de COVID-19 impactou diretamente a emissão de vistos, restringindo-a de maio de 2020 a novembro de 2021. Durante esse período, foram priorizados os atendimentos a pessoas em situação de emergência, como aquelas que precisavam viajar para funerais ou para tratamentos médicos, além dos vistos estudantis. Desde que os pedidos voltaram a ser analisados de forma geral, a demanda tem crescido constantemente.

Em comunicado, a embaixada dos EUA reconhece a problemática. “O tempo de espera para solicitar o visto de turista pela primeira vez está mais longo do que gostaríamos, ainda devido à demanda gerada pela pandemia de COVID-19. Estamos trabalhando para aumentar a disponibilidade de agendamentos. Contratamos novos funcionários, estamos fazendo horas extras e ampliamos o período para renovação de vistos com isenção de entrevista de 12 para 48 meses”.

A embaixada afirma esperar resultados positivos até as férias de julho, mas alerta para a alta demanda. “O Brasil foi o segundo país com maior processamento de vistos do mundo em 2022. Atualmente, entrevistamos em média mais de 6 mil pedidos de visto por dia e, em 2023, projetamos ultrapassar 1 milhão de vistos processados. Recomendamos que as pessoas planejem suas viagens com antecedência e que cada solicitante verifique em nosso site se é elegível para a renovação de visto sem necessidade de entrevista, o que é um processo bem mais rápido”.

Ao mesmo tempo em que ocorre o aumento do tempo de espera, o levantamento da AG Immigration registra o crescimento recorde na emissão de vistos. Foram realizadas 106 mil entregas no Brasil durante o mês de março, maior volume já registrado pelo escritório. Em abril, foram 85 mil. Apesar da queda de aproximadamente 20% na comparação com o mês anterior, é o segundo maior volume da série histórica.

De acordo com a AG Immigration, a situação revela forte desejo dos brasileiros em conhecerem os EUA e é um desafio para a embaixada, tendo em vista que a demora prejudica o intercâmbio turístico. O impacto seria sentido diretamente em destinos como a Flórida, que tem o Brasil como um dos três países que mais enviam viajantes.

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado