Pesquisar
Close this search box.
Publicidade
Publicidade
X
Publicidade
X

Preço médio da gasolina sobe 4% nos postos brasileiros devido ao ICMS

Foto: Pexels

O preço médio da gasolina nos postos de combustível do Brasil apresentou um aumento de 4%, o que corresponde a R$ 0,21 por litro, segundo a Agência Nacional do Petróleo, Gás e Biocombustíveis (ANP). Tal aumento é o resultado da alteração no modelo de cobrança do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) sobre o combustível.

Os consumidores de Pernambuco foram os mais prejudicados, sofrendo um aumento médio de R$ 0,48 por litro. Em outros quatro estados, o acréscimo foi superior a R$ 0,30 por litro: Sergipe (R$ 0,47), Rio Grande do Sul (R$ 0,37), Amapá (R$ 0,32) e Espírito Santo (R$ 0,31). Contudo, houve redução de preço no Amazonas (R$ 0,02 por litro), Ceará (R$ 0,02), Piauí (R$ 0,03) e Alagoas (R$ 0,05), enquanto Roraima e Tocantins apresentaram preços praticamente inalterados. Em São Paulo, o aumento foi de R$ 0,24 por litro, com o preço médio do combustível atingindo R$ 5,31 por litro.

Com o aumento da gasolina, o preço do etanol hidratado também subiu, alcançando em média R$ 3,80 por litro na semana passada, um incremento de R$ 0,03 em comparação à semana anterior.

Publicidade

Por outro lado, o preço do diesel continuou em declínio, impulsionado pelos cortes nas refinarias da Petrobras. Na semana passada, o litro do diesel S-10 foi vendido, em média, por R$ 5,13, representando uma diminuição de R$ 0,03 por litro em comparação com a semana anterior. Desde o corte de preços nas refinarias da Petrobras em 17 de maio, a redução acumulada é de R$ 0,44 por litro. Comparado ao recorde de R$ 7,86 por litro registrado em junho de 2022, corrigido pela inflação, a redução é de R$ 2,73 por litro.

Em relação ao gás de cozinha, mesmo com os cortes nas refinarias da Petrobras, o preço nas revendas tem apresentado pouca diminuição. Na semana passada, o botijão de 13 quilos foi vendido, em média, por R$ 104,02, uma redução de R$ 0,35 em relação à semana anterior.

Segundo a ANP, o litro da gasolina foi vendido, em média, por R$ 5,42, em comparação aos R$ 5,21 da semana anterior. Esse aumento interrompe um breve período de redução de preços, após os repasses do corte promovido pela Petrobras em suas refinarias no dia 17 de maio.

A partir do dia 1º de junho, entrou em vigor o novo modelo de cobrança do ICMS, que estabeleceu uma alíquota única nacional de R$ 1,22 por litro, superior à média em vigor até o fim de maio. De acordo com a ANP, essa mudança elevou o preço da gasolina em 20 estados e no Distrito Federal, enquanto quatro estados registraram queda nos preços.

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado