Pesquisar
Close this search box.
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Tok&Stok recebe notificação de despejo em shopping Iguatemi por inadimplência

Acordo entre Mobly e Tok&Stok. Ações vão a público
(Foto: Divulgação)

A rede de varejo de móveis Tok&Stok foi notificada pela 10ª Vara Cível de Ribeirão Preto, interior de São Paulo, para desocupar o espaço que ocupa no shopping Iguatemi. A decisão foi tomada em resposta a um pedido apresentado pelo consórcio do shopping em 8 de junho.

A juíza Isabela de Souza Nunes Fiel destacou que a Tok&Stok está inadimplente desde fevereiro, acumulando uma dívida de R$ 212,7 mil em aluguel. A ordem de despejo foi estabelecida porque o contrato não possui garantia para casos de atraso no pagamento.

Para que o shopping Iguatemi recupere a posse do espaço, será necessário efetuar um depósito caução correspondente a três meses de aluguel em dinheiro, conforme previsto na Lei do Inquilinato. O valor do depósito será ressarcido ao credor ao final do processo.

Publicidade

O Iguatemi também acionou a Justiça para solicitar o despejo da Tok&Stok em unidades de Campinas (SP) e Brasília (DF) devido à falta de pagamento de aluguel. Em São Paulo, o juiz Guilherme Rocha Oliva determinou que a decisão de desocupação não pode ser antecipada, uma vez que o contrato é garantido por fiança. O mérito do pedido ainda será analisado.

No caso de Brasília, a juíza Ana Leticia Martins Santini negou o pedido de liminar para o despejo, citando a existência de garantia no contrato. Ela ressaltou que a Tok&Stok poderá evitar a rescisão do contrato e o despejo ao efetuar o pagamento dos aluguéis devidos, multas e outras penalidades.

Além disso, a rede de móveis está envolvida em uma disputa com o grupo Iguatemi em relação ao valor do aluguel da loja no shopping Pátio Higienópolis, em São Paulo. O processo de renovação do contrato está em andamento, com propostas divergentes entre as partes.

A Tok&Stok enfrentou também um pedido de despejo de um galpão logístico em Extrema (MG) devido à falta de pagamento do aluguel. A ação foi encerrada após a rede realizar um depósito judicial para quitar a dívida.

Em abril, algumas unidades da Tok&Stok foram temporariamente fechadas, oferecendo descontos em liquidações. A rede busca soluções para contornar os desafios enfrentados no mercado varejista.

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado