Pesquisar
Close this search box.
conteúdo patrocinado

Thiago Maia e a apreensão da Mercedes-Benz de R$ 4,3 milhões

Thiago Maia, do Flamengo, contesta apreensão de Mercedes-Benz
Crédito: Divulgação/Twitter Lille

Thiago Maia, jogador do Flamengo, enfrenta um sério revés legal envolvendo a aquisição de uma Mercedes-Benz. O veículo, comprado por R$ 4,3 milhões em janeiro, tornou-se o centro de uma controvérsia jurídica após ser revelado que estava sob penhora.

Detalhes da Compra

O jogador realizou a compra combinando três veículos — uma Dodge Challenger, uma BMW X6 — e mais R$ 1,7 milhões financiados. O banco que ofereceu o financiamento chegou a solicitar sigilo judicial no caso, mas o pedido foi recusado.

Problemas Emergentes

Em maio, Thiago foi informado que o carro tinha restrições legais, incluindo uma ação criminal por estelionato contra a loja e o banco envolvidos na venda. Consequentemente, foi emitida uma ordem de busca e apreensão para o veículo.

conteúdo patrocinado

Confronto e tentativa de solução

O conflito escalou quando um homem abordou Maia, alegando ser o verdadeiro proprietário do carro e que este havia sido deixado em consignação na loja sem que o pagamento fosse efetuado. Thiago tentou anular a compra após a apreensão da Mercedes-Benz, porém, enfrentou a resistência dos proprietários da loja, que mais tarde fecharam o estabelecimento.

Posicionamento de Thiago Maia

A assessoria de Maia afirmou que o jogador é a vítima neste caso, já que comprou um veículo sem saber das pendências financeiras e legais. Maia levou a questão à justiça, acusando a loja e o banco de fraude, falsificação e sonegação fiscal.

O desenrolar dessa apreensão da Mercedes-Benz ainda é incerto, mas destaca os riscos associados a transações de alto valor no mercado de veículos de luxo, especialmente quando há irregularidades envolvidas.

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado