Pesquisar
Close this search box.
Publicidade
Publicidade
X
Publicidade
X

Nomad capta R$ 300 milhões e alcança avaliação de R$ 1,8 bilhão

Os Empreendedores Patrick Sigrist e Lucas Vargas, da Nomad (Foto: Divulgação)

Em uma recente rodada Série B, a fintech brasileira Nomad, fundada em 2019 com a missão de conectar brasileiros a uma vida financeira globalizada, captou impressionantes US$ 61 milhões. Este movimento, liderado pela renomada Tiger Global Management, destaca a Nomad como protagonista na maior operação de captação da América Latina em 2023.

A gestora Tiger Global Management, investidora de gigantes como Nubank, Brex e Open AI, encabeçou esta rodada, contando com a participação dos atuais acionistas Stripes, Monashees, Spark Capital, Propel, Globo Ventures e Abstract. Com este novo aporte, o valor de mercado da Nomad salta para R$ 1,8 bilhão.

Publicidade

Este financiamento será destinado ao crescimento acelerado da fintech. A Nomad planeja expandir sua plataforma de investimentos global, lançar inovadores produtos financeiros e aprofundar sua atuação na área de crédito. Vale recordar que, em maio de 2022, a empresa já havia recebido um aporte significativo de US$ 32 milhões, liderado pela Stripes.

Lucas Vargas, CEO da plataforma, ressalta o diferencial da Nomad em um mercado altamente competitivo. Criada por brasileiros e para brasileiros, a fintech tem como prioridade uma experiência financeira verdadeiramente global. Desde 2023, já processou mais de R$ 1 bilhão em operações de cartão e R$5 bilhões em transferências internacionais.

A inovação está no DNA da Nomad. A fintech foi a primeira a permitir aos brasileiros parcelar em reais compras para o exterior e tem planos audaciosos para o mercado de crédito nacional. A inspiração para criar a Nomad veio do empresário Patrick Sigrist, co-fundador do iFood e investidor inicial da Nomad. Sigrist identificou as barreiras que os brasileiros enfrentavam ao tentar usar cartões de crédito nacionais no exterior e enxergou uma oportunidade.

Os benefícios da conta da Nomad para seus clientes incluem a manutenção de recursos em moeda forte, realizar transferências internacionais, além de fazer compras no exterior com economia significativa em comparação a cartões brasileiros.

O último aporte significativo da Nomad ocorreu em maio de 2022, no qual adquiriu a Husky, startup especializada em transferências internacionais, reforçando ainda mais sua posição no mercado financeiro global.

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado