Pesquisar
Close this search box.
Publicidade
Publicidade
X
Publicidade
X

Investimento em inovação: ministra anuncia R$ 178 mi para ICTs

Rodrigo Cabral (ASCOM/MCTI)

A inovação tecnológica no Brasil está prestes a receber um grande impulso. Na última terça-feira (5/9), a ministra Luciana Santos anunciou um investimento significativo de R$ 178 milhões nas Instituições de Ciência, Tecnologia e Inovação (ICTs). Durante uma cerimônia em Brasília, foram revelados os detalhes desse plano que visa fortalecer o setor de inovação do país.

Luciana Santos, que presidiu a cerimônia, ressaltou a importância dessa iniciativa para a inovação tecnológica e transformação digital do Brasil, uma jornada que promete não apenas resolver problemas complexos, mas também melhorar significativamente a qualidade de vida da população.

Os fundos, provenientes do programa PPI HardwareBR, serão canalizados para a ampliação e fortalecimento de competências científicas e tecnológicas, projetos de pesquisa, desenvolvimento e inovação (PD&I), e a formação e capacitação de recursos humanos. Adicionalmente, esse investimento busca fomentar a colaboração tecnológica com empresas estabelecidas e a criação de startups inovadoras.

Publicidade

Entre as instituições beneficiadas está o Instituto de Tecnologia para o Desenvolvimento (Lactec), situado no Paraná. Seu presidente, Luiz Fernando Vianna, expressou entusiasmo sobre a união de diferentes agentes do sistema de inovação, incluindo academia, startups e indústria.

A Embrapii e o MCTI estão na vanguarda dessa iniciativa, promovendo uma união sinérgica que visa entregar resultados tangíveis para os cidadãos brasileiros através de projetos inovadores desenvolvidos pelos centros de competência recém-anunciados. Além do Lactec, outras instituições também foram contempladas, prometendo avanços significativos em diversas áreas tecnológicas, desde agricultura digital até inteligência artificial e Internet das Coisas.

Chico Saboya, o diretor-presidente da Embrapii, destacou a necessidade urgente de o Brasil intensificar seus esforços de inovação para competir em pé de igualdade com nações que têm uma tradição mais sólida em investimentos em inovação. Ele acredita que a criação de centros de competência em áreas de fronteira pode ser um catalisador vital para restaurar a competitividade do país no cenário global.

Na prática, os Centros de Competência Embrapii trabalharão no desenvolvimento de tecnologias emergentes que têm o potencial de transformar diversos setores da indústria brasileira. Os projetos em foco abrangem uma gama de iniciativas inovadoras, desde o carregamento rápido de veículos elétricos até soluções de processamento de dados impulsionadas por tecnologias 5G e IoT.

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado