Pesquisar
Close this search box.
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Crescimento varejista: julho registra alta de 0,7% nas vendas, diz IBGE

(Foto: Ron Lach/Pexels)

A recente pesquisa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) trouxe boas notícias para o comércio varejista brasileiro. Em julho, o setor viu um crescimento de 0,7% em comparação com o mês anterior, marcando o segundo mês consecutivo de crescimento. Acompanhe os detalhes dessa evolução positiva que reflete em diversos segmentos do mercado.

Sustentabilidade no Crescimento

Em junho, o crescimento havia sido de 0,1%. Ao somar os dados atuais, percebemos uma expansão acumulada de 1,5% no ano, e de 1,6% em um período de 12 meses. Mesmo diante das oscilações, o comércio varejista se mantém 2,2% abaixo do nível recorde alcançado em outubro de 2020.

conteúdo patrocinado

Atividades em Destaque

Julho foi um mês positivo para quatro das oito atividades avaliadas pelo IBGE. O setor de equipamentos e material para escritório, informática e comunicação liderou com uma alta impressionante de 11,7%. A política de importação e a valorização do dólar são alguns dos fatores que influenciaram essa alta, conforme explicado por Cristiano Santos, gerente da PMC.

Outro setor que se destacou foi o de artigos de uso pessoal e doméstico, com uma expansão de 8,4%. A base de comparação baixa e promoções pontuais foram os motores dessa recuperação.

Diminuição da Pressão Inflacionária

O segmento de hiper e supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo, que representa mais de 45% do setor de comércio, teve um crescimento modesto, mas positivo de 0,3% em relação a junho. Uma pressão inflacionária menor tem permitido uma margem para crescimento, indicou Cristiano Santos.

Varejo Ampliado: Uma Visão Geral

No panorama do comércio varejista ampliado, houve uma retração de 0,3% em comparação com junho, influenciada principalmente pela queda nas atividades de veículos e motos. Ainda assim, o varejo ampliado tem uma alta acumulada de 2,3% nos últimos 12 meses, mostrando uma resiliência notável no setor.

Julho mostrou sinais promissores de recuperação em diversos setores do comércio varejista. A continuação dessa tendência dependerá de uma série de fatores, incluindo a estabilidade econômica e políticas favoráveis.

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado