Pesquisar
Close this search box.

FIEC e Embaixada da Bélgica estreitam laços para o futuro

FIEC e Bélgica
(Foto: Laura Guerreiro/FIEC)

Na busca por fortalecer as relações internacionais e explorar novas oportunidades de desenvolvimento, a Federação das Indústrias do Estado do Ceará (FIEC) recebeu, nesta quarta-feira (13), uma importante comitiva da Embaixada da Bélgica no Brasil. O encontro, que foi marcado pela presença de representantes institucionais e de empresas privadas da Bélgica, teve como foco discutir possibilidades de cooperação em áreas vitais como a transição energética e a infraestrutura portuária.

Um encontro estratégico

Sob a liderança do 1º Vice-Presidente da FIEC, Carlos Prado, e com a presença da Cônsul Geral da Bélgica, Caroline Mouchart, a reunião aconteceu no Auditório Luiz Esteves, com a presença da Superintendente do Centro Internacional de Negócios (CIN/FIEC), Karina Frota; do Superintendente Regional do SESI Ceará e Diretor Regional do SENAI Ceará, Paulo André Holanda; do Coordenador do Núcleo de Energias da FIEC, Constantino Frate; do Consultor em Energias da FIEC, Jurandir Picanço; e de Renato Felipe, Vice-Presidente do Sindienergia-CE. O encontro teve como objetivo não apenas estreitar laços entre o Ceará e a Bélgica mas também identificar áreas de interesse mútuo que possam beneficiar ambos os lados.

Foco na transição energética e infraestrutura

A parceria entre a FIEC e a Embaixada da Bélgica abre portas para um futuro promissor no desenvolvimento de energias renováveis e na melhoria da infraestrutura portuária. “A transição energética é uma realidade para a Bélgica, a Europa e, também, uma transição justa, inclusiva. O Nordeste brasileiro, naturalmente, tem muito a oferecer para acelerar essa transição. Acredito que, agora, é muito importante colaborar para fazermos isso juntos e fortalecer laços. Eu gostaria de citar nosso lema nacional: ‘A união faz a força’“, disse Mouchart.

Apresentação de potenciais e oportunidades

Durante o evento, representantes da FIEC e do setor energético cearense apresentaram as vantagens competitivas do estado no âmbito das energias renováveis, especialmente no desenvolvimento do Hidrogênio Verde. A iniciativa visa não apenas a produção sustentável de energia mas também a criação de novas oportunidades de negócios e empregos qualificados na região.

A comitiva Belga e seu interesse

A comitiva belga, composta por especialistas das regiões de Valônia, Flandres e Bruxelas, além de representantes de corporações de destaque como Fluxys – empresa do setor de transmissão e armazenamento de gás natural liquefeito; Sarens – empresa multinacional de serviços de guindastes pesados; e Jan De Nul – empresa que presta serviços relacionados com a construção e manutenção de infraestruturas marítimas a nível internacional, com foco em dragagem de grande capacidade; expressaram interesse nas capacidades do Ceará. Esse interesse mútuo sinaliza o potencial para parcerias duradouras e investimentos significativos nos setores abordados.

Fortalecimento das relações e desenvolvimento conjunto

A reunião reforçou o compromisso do Centro Internacional de Negócios da FIEC e de outras instituições locais, como o SENAI e o SESI Ceará, em apoiar a cooperação internacional e o desenvolvimento tecnológico. “Caso venham ao estado Ceará, em outra oportunidade, e possuam alguma demanda específica, nós estamos totalmente à disposição, visto que esse é um escopo da nossa área de atuação, com nossa equipe multidisciplinar. Juntos, conseguimos fazer muita diferença, desde a pequena empresa que coloca a internacionalização em sua estratégia empresarial”, disse Karina Frota.

Receba as últimas notícias do Economic News Brasil no seu WhatsApp e esteja sempre atualizado! Basta acessar o nosso canal: CLIQUE AQUI!

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado