Pesquisar
Close this search box.

Cresce investimento das empresas em pesquisa e desenvolvimento (P&D)

Cresce investimento das empresas em pesquisa e desenvolvimento (P&D)
(Foto: Reprodução/Unsplash).

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou dados que mostram um aumento na proporção de empresas inovadoras que pretendem investir mais em pesquisa e desenvolvimento (P&D) em 2024 comparado a 2023. Segundo a pesquisa, 50,8% das companhias inovadoras têm planos de incrementar seus investimentos em P&D.

A análise faz parte da Pesquisa de Inovação Semestral 2022: Indicadores Básicos, realizada em colaboração com a Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI), a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e a Fundação Universitária José Bonifácio (FUJB). A pesquisa abordou 9.586 empresas, das quais 6.696, ou 68,1%, foram classificadas como inovadoras em produto ou processo de negócios no ano de referência de 2022.

Em termos de investimento, as empresas industriais inovadoras com 100 ou mais colaboradores destinaram R$ 36,9 bilhões a atividades internas de P&D em 2022. Deste total, 83,5% foram alocados pela Indústria de transformação e 16,5% pelas Indústrias extrativas.

Durante o evento de apresentação dos dados, realizado no Espaço Data ABDI em Brasília, importantes figuras marcaram presença, como o presidente do IBGE, Marcio Pochmann, e o presidente da ABDI, Ricardo Cappelli. O evento destacou que a maior parte dos investimentos em P&D provém de grandes empresas, com 86,3% do total investido por companhias com 500 ou mais funcionários.

A pesquisa apontou que setores como a Fabricação de produtos farmoquímicos e farmacêuticos, com 92,9%, a Fabricação de produtos químicos, com 74,1%, e a Fabricação de equipamentos de informática, produtos eletrônicos e ópticos, com 68,8%, foram os que mais investiram proporcionalmente em atividades de P&D.

Além disso, houve um aumento na expectativa de investimentos em P&D para 2024, com 50,8% das empresas inovadoras planejando ampliar seus dispêndios, em comparação com 39,8% em 2023. Este otimismo reflete uma postura mais engajada das empresas inovadoras em contraste com as não inovadoras, das quais 83,2% afirmaram não ter intenções de investir em P&D em 2023.

O levantamento também explorou a taxa de inovação no Brasil, que se manteve estável em 2022, com 68,1% das empresas industriais de médio e grande porte inovando em produtos ou processos. Entre as grandes empresas, com 500 ou mais ocupados, a taxa de inovação alcançou 77,0%.

Outro ponto de destaque da pesquisa é a relação entre sustentabilidade e inovação. Cerca de 15,8% das empresas publicaram relatórios de sustentabilidade em 2022, e entre essas, 86,5% foram consideradas inovadoras.

Por fim, a pesquisa identificou que a instabilidade econômica, a concorrência acirrada e a limitação de recursos internos são os principais obstáculos enfrentados por quase metade das empresas inovadoras. Mesmo assim, a disposição para aumentar os investimentos em P&D sugere um cenário promissor para a inovação no Brasil em 2024.

Receba as últimas notícias do Economic News Brasil no seu WhatsApp e esteja sempre atualizado! Basta acessar o nosso canal: CLIQUE AQUI!

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado