Pesquisar
Close this search box.
Publicidade
Publicidade
X
Publicidade
X

FMI atualiza: as 10 maiores potências econômicas de 2024

FMI projeta avanço da economia brasileira

FMI Atualiza: As 10 maiores potências econômicas de 2024
Nova Iorque, Estados Unidos (Foto: Josh Fields/Pexels).

A economia do Brasil, conforme estimativas do Fundo Monetário Internacional (FMI), deverá alcançar a oitava posição global. Consequentemente, essa projeção, divulgada em abril, aponta para um PIB de US$ 2,331 trilhões, com um aumento de 2,2% no ano.

Crescimento no primeiro trimestre

No primeiro trimestre de 2024, o Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro apresentou um crescimento de 0,8%, de acordo com os dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Portanto, o Brasil se posiciona à frente de países como Itália e Canadá. Especialistas projetam que essa colocação seja mantida até pelo menos 2029.

As 10 maiores economias do mundo segundo o FMI:

1 – Estados Unidos: US$ 28,781trilhões

Publicidade

2 – China: US$ 18,532 trilhões

3 – Alemanha: US$ 4,591 trilhões

4 – Japão: US$ 4,110 trilhões

5 – Índia: US$ 3,937 trilhões

6 – Reino Unido: US$ 3,495 trilhões

7 – França: US$ 3,130 trilhões

8 – Brasil: US$ 2,331 trilhões

9 – Itália: US$ 2,328 trilhões

10 – Canadá: US$ 2,242 trilhões

Contexto global e projeções

Nos Estados Unidos, o PIB lidera com US$ 28,781 trilhões e um crescimento de 2,7%. Além disso, a China segue com US$ 18,532 trilhões. Alemanha, Japão, Índia, Reino Unido, França e Canadá também figuram entre as dez maiores economias. Globalmente, espera-se um crescimento de 3,2% para 2024 e 2025, e a inflação deverá diminuir de 2,8% para 2,4%.

Análise do crescimento brasileiro

Desde a implementação do Plano Real em 1994, o Brasil tem se destacado entre as maiores economias. Inicialmente, entrou no “clube dos 10” em 1995, ultrapassando a China na época. Posteriormente, nos anos seguintes, chegou à sétima posição em 1995 e 2010.

 

Segundo o IBGE, o mercado de trabalho fortalecido e o aumento da renda são necessários para o crescimento. Adicionalmente, Gilberto Braga, consultor e professor de economia do IBMEC, indica que cortes de juros beneficiaram os mercados acionários. No entanto, a reconstrução do Rio Grande do Sul ainda traz incertezas para os próximos meses.

Visão do FMI sobre a economia global

O relatório do FMI alerta para a necessidade de vigilância quanto à inflação, que permanece alta em muitas economias. Além disso, aconselha-se o fortalecimento das políticas monetárias, fiscais e financeiras, especialmente em mercados emergentes como o Brasil.

O relatório do FMI ressalta a importância de políticas econômicas voltadas para a resiliência e o crescimento sustentável. Assim, o Brasil se prepara para consolidar sua posição entre as principais economias globais.

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado