Pesquisar
Close this search box.
Publicidade
Publicidade
Publicidade

GPTBot: sites bloqueiam novidade da OpenAI

Foto Matheus Bertelli/Pexels

A recente introdução do GPTBot, um robô desenvolvido pela OpenAI com a finalidade de rastrear textos na internet para alimentar e aprimorar o ChatGPT, está sendo recebida com restrições por diversos sites. Amazon, Reuters e The New York Times, estão entre as empresas que optaram por bloquear o acesso do GPTBot a seus conteúdos.

De acordo com uma análise realizada pela Originality.ai, uma empresa especializada em verificação de conteúdo gerado por inteligência artificial (IA) e plágio. Foi observado que  até o dia 22 de agosto, já haviam sido bloqueados pelo menos 69 sites. Além disso, a pesquisa identificou que pelo menos 15% dos mil sites mais populares tomaram medidas para barrar o GPTBot nas últimas duas semanas. A tendência de bloqueio tem se mantido em crescimento constante desde o lançamento do GPTBot há 14 dias.

Um dos principais motivos por trás dessas medidas de bloqueio é a proteção dos direitos autorais e da propriedade intelectual das empresas. O uso do conteúdo protegido para treinar o chatbot de IA levanta preocupações quanto à utilização não autorizada de direitos autorais. Um porta-voz da agência de notícias Reuters destacou a importância da proteção dos direitos autorais do conteúdo, afirmando que “propriedade intelectual é a força vital dos nossos negócios”.

Publicidade

A análise realizada pela Originality.ai abrangeu o período entre 8 e 22 de agosto. Durante esse intervalo, os arquivos robots.txt de diversos sites foram minuciosamente verificados para determinar se o GPTBot estava sendo bloqueado ou não. O resultado dessas análises aponta para um cenário de crescente obstrução do robô em uma ampla gama de sites, incluindo plataformas noticiosas, varejistas e editoriais.

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado