Pesquisar
Close this search box.
conteúdo patrocinado

Um Olhar Sobre as Profissões com Rodrigo Nogueira – Secretário do Desenvolvimento Econômico de Fortaleza

Neste domingo, 05 de dezembro, o quadro Um Olhar Sobre as Profissões entrevista Rodrigo Nogueira Diogo, atual Secretário Municipal do Desenvolvimento Econômico de Fortaleza. Nogueira é formado em Administração de Empresas pela Universidade de Fortaleza (Unifor) com MBA em Finanças pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Foi diretor administrativo-financeiro da Construtora Waldyr Diogo LTDA (2002-2017) e coordenador especial de PPPs e Concessões da Prefeitura de Fortaleza (2017-2020).

Confira a entrevista:

A sua formação é em Administração de Empresas. Fale um pouco sobre sobre a escolha dessa profissão, da sua carreira e da sua atuação como secretário de Desenvolvimento Econômico de Fortaleza.

conteúdo patrocinado

R: Tive que escolher que profissão seguir muito jovem. Entrei na faculdade aos 16 anos, escolhi a graduação em administração para ter uma noção mais ampla de gestão empresarial. Na sequência fiz um MBA em Finanças pela UFRJ, o que me deu muito mais preparo profissional. Acho que fiz as escolhas corretas na minha formação, os dois cursos me deram uma base ótima para seguir na minha atividade empresarial e, agora, na gestão pública.

Como secretário do Desenvolvimento Econômico trabalho incansavelmente com minha equipe para preparar nossos empreendedores, através do Programa Fortaleza Capacita, que é o maior programa de capacitação do Brasil. Serão 25 mil empreendedores capacitados e mais 5 mil consultorias realizadas até julho de 2022. Temos atuado preparando também as crianças para que já tenham uma visão empreendedora com o Programa junto ao Sebrae Ceará chamado Projeto Jovens Empreendedores Primeiros Passos (JEPP), onde os cerca de 94 mil alunos do 1 ao 9 ano têm disciplinas de empreendedorismo nas escolas.

Nós focamos também na atração de investimentos para Fortaleza, em capacitações técnicas, na intermediação de vagas de emprego por meio do Sine Municipal, em programas de crédito orientado com os projetos Mulher Empreendedora e Meu Bairro Empreendedor. Recentemente lançamos o maior Programa de crédito orientado de uma capital brasileira: o Nossas Guerreiras, que vai dar crédito de até R$ 3 mil para 17 mil mulheres de baixa renda com carência de 6 meses e 30 meses para pagar sem juros.

De acordo com a sua experiência na área, como você enxerga as empresas atualmente? Na sua visão, quais as dificuldades que os empresários e gestores podem estar enfrentando?

R: Acho que vivemos um momento de muita incerteza política no Brasil, isso atrapalha bastante a atividade empresarial porque não dá previsibilidade para o planejamento pós-pandemia. Em uma outra vertente, a taxa de juros subindo rapidamente atrapalha os investimentos das empresas. Em Fortaleza temos trabalhado para tornar o ambiente de negócios melhor, na capacitação dos empreendedores e em programas de crédito orientado. Confio muito no poder do empreendedor cearense.

Como você avalia a retomada da economia para as empresas? Quais as expectativas na visão otimista, pessimista e na realista?

R: Gosto sempre de uma visão realista dos fatos, vejo um país que desde de 2013 está imerso em uma crise política que não termina. E com isso, vimos uma crise econômica. Talvez a maior da história, se levarmos em conta que o nosso crescimento nos últimos 8 anos foi zero. A expectativa que tenho para 2022 é de muita dificuldade devido à crise política que vivemos e a subida da taxa de juros e da inflação. Vejo uma luz no final do túnel porque confio muito na gestão do Estado do Ceará e do Município de Fortaleza. Gestões pautadas em responsabilidade fiscal e com foco no desenvolvimento sustentável. Temos, hoje, uma Prefeitura de Fortaleza conduzida por um homem de bem, experiente e muito preocupado com quem mais precisa. Sempre pautado nas melhores práticas de gestão. O empreendedor de Fortaleza tem acesso, hoje, a linhas de crédito que nenhum outro Município oportuniza. Existe toda uma rede de qualificação gerencial gratuita em uma parceria entre a secretaria do Desenvolvimento Econômico e o Sebrae. Penso que isso ajuda muito nossos pequenos empreendedores nesse momento difícil.

Diante da bagagem profissional que você tem, gostaria de deixar alguma dica, principalmente para os empreendedores que estão começando ou precisam inovar para resistir à crise?

R: Apesar das dificuldades que vivemos nos últimos anos, ainda temos muito espaço para a inovação, criação e expansão dos negócios, graças ao espírito empreendedor do nosso povo. Se puder dar um conselho seria que se qualifiquem e planejem bem a parte financeira do seu negócio. Fiquem atentos às oportunidades, sempre.

Quais foram suas principais conquistas nos últimos anos, na sua visão?

R: Acho que os últimos 5 anos em que estou na gestão pública me fizeram um ser humano melhor, mais preocupado com minha cidade e com nosso povo. Isso me deu um crescimento pessoal e vem me preparando para novos desafios.

Como resumiria sua trajetória em uma frase?

R: Na realidade é uma frase do meu avô, Etevaldo Nogueira, que sempre tento seguir: “O maior patrimônio de um homem são seus amigos”. Porque sem amigos não conseguimos fazer nada.

Quer deixar alguma mensagem para os leitores do ENB?

R: Só dizer que a Secretaria Municipal do Desenvolvimento Econômico está de portas abertas para qualquer empreendedor que queira conhecer nosso trabalho ou precise de alguma ajuda, seja ele pequeno, médio ou grande.

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado