Pesquisar
Close this search box.
Publicidade
Publicidade
X
Publicidade
X

Preços dos carros seguem fora da realidade. A estratégia é vender menos e lucrar mais

Foto: divulgação

Com o argumento de custos mais altos e inclusão de mais tecnologia, os preços dos carros seguem apertando o bolso dos brasileiros. A principal estratégia dos fabricantes é de vender menos com margem maior.

Dados

Levantamento da Jato Dynamics aponta que o preço médio de venda de um automóvel no Brasil subiu quase 30% entre 2020 e 2021, para R$ 112 mil, e em fevereiro passado já tinha avançado quase R$ 20 mil, para R$ 131,3 mil. Esse valor era de R$ 71 mil em 2017, uma alta de R$ 60 mil em apenas cinco anos.

Publicidade

Estudo semelhante da Bright Consulting indica que o preço médio dos automóveis e comerciais leves vendidos de 2020 para 2021 teve aumento real de 17%, já descontada a inflação de 10% medida pelo IPCA, chegando a R$ 123,9 mil. Em janeiro houve nova alta real de 3,6% e o valor foi a R$ 137 mil.

“Além do repasse da inflação, dos aumentos de custos e recomposição da margem de lucro, as montadoras estão lançando modelos mais caros. Essa combinação de fatores puxa os valores médios para o alto”, resume Cassio Pagliarini, diretor de estratégia da Bright.

Não existe mais carro pupilar no Brasil.

A informação é do Motor1.com.

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado