Pesquisar
Close this search box.
conteúdo patrocinado

A guerra na Ucrânia causa perdas de bilhões para os bilionários russos, mas alguns prosperam

Foto: Pexels

Os bilionários russos continuam enfrentando perdas significativas desde o início do conflito na Ucrânia. De acordo com o Índice de Bilionários da Bloomberg, os 23 bilionários russos que aparecem no ranking das 500 pessoas mais ricas do mundo viram sua fortuna coletiva encolher em US$ 67 bilhões, uma queda de 20% em relação ao patrimônio líquido combinado de US$ 339 bilhões que possuíam em 23 de fevereiro de 2022, um dia antes da invasão da Ucrânia pelas forças de Vladimir Putin.

Entre os maiores perdedores está Alexey Mordashov, principal acionista da Severstal, uma das maiores siderúrgicas da Rússia. Desde o início do conflito, Mordashov perdeu US$ 6,7 bilhões de sua fortuna pessoal, mas ainda permanece como a quarta pessoa mais rica do país, com um patrimônio líquido estimado em US$ 19,8 bilhões.

Outro magnata do aço, Vladimir Lisin, presidente do conselho da Novolipetsk Steel, também sofreu uma grande queda em sua fortuna pessoal, tendo perdido US$ 5,8 bilhões no último ano. Atualmente, sua fortuna é avaliada em US$ 20,5 bilhões.

conteúdo patrocinado

Por outro lado, Andrey Guryev, fundador da PhosAgro, uma das maiores fabricantes de fertilizantes fosfatados da Europa, viu sua fortuna crescer em US$ 2,1 bilhões desde o início do conflito, graças à valorização do preço das ações da empresa. Sua família é a maior acionista da companhia.

A guerra na Ucrânia ainda está longe de ser resolvida e é possível que os bilionários russos continuem sofrendo perdas significativas em suas fortunas pessoais enquanto o conflito persistir.

 

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado