Pesquisar
Close this search box.
conteúdo patrocinado

Park National Bank é multado em US$ 9 milhões por restringir crédito hipotecário em bairros negros e latinos

Foto: Divulgação

O Park National Bank, instituição financeira americana, assinou um acordo de US$ 9 milhões (cerca de R$ 47 milhões) com o Departamento de Justiça dos EUA. O banco foi acusado de restringir a oferta de empréstimos hipotecários em bairros negros e latinos do estado de Ohio. A acusação apontou que o Park National limitou o crédito hipotecário nessas regiões entre 2015 e 2021, prática conhecida como “redlining”. Essa ação faz parte de uma iniciativa do órgão americano para combater a prática discriminatória no segmento de crédito hipotecário.

A instituição financeira não é o única a ser acusada desse tipo de caso. Até o momento, seis casos já foram identificados pelo Departamento de Justiça americano. A denúncia apresentada contra o banco destaca que todas as agências e credores hipotecários do banco na região de Columbus (capital de Ohio) estavam concentrados em bairros de maioria branca. Enquanto isso, o banco não tomou medidas significativas para compensar a falta de presença física em bairros de maioria negra e hispânica.

Para atender aos termos do acordo, o Park National Bank terá que investir a maior parte dos US$ 9 milhões em um fundo de subsídio para aumentar o acesso ao crédito para hipotecas, melhorias e refinanciamento, bem como empréstimos imobiliários e linhas de crédito nos locais. A instituição também terá que financiar projetos de educação financeira e aconselhamento de crédito, entre outras medidas, como forma de remediar a prática discriminatória do “redlining”.

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado