Pesquisar
Close this search box.
conteúdo patrocinado

O futuro da tecnologia móvel: o que esperar do 6G?

O desenvolvimento do 6G ainda está em fase de pesquisa e estudos preliminares. No entanto, já se sabe que essa nova geração de tecnologia móvel promete ser ainda mais avançada e revolucionária do que o 5G.

Entre as principais novidades esperadas para o 6G está o uso de sensores que extraem energia da própria rede de comunicação móvel para funcionar, sem a necessidade de baterias ou fios. Isso pode permitir a criação de uma infinidade de dispositivos inteligentes e conectados que não precisam ser recarregados e tornar possível a criação de uma Internet das Coisas ainda mais ampla e integrada.

Outra possibilidade é a comunicação holográfica, que permitiria a transmissão de imagens em 3D em tempo real, sem a necessidade de óculos especiais. Além disso, o 6G poderá permitir a transmissão de percepções táteis, olfativas ou gustativas via internet, o que poderia ter aplicações em áreas como a medicina e o entretenimento.

conteúdo patrocinado

No entanto, é importante lembrar que o 6G ainda está em fase de pesquisa e desenvolvimento e que o lançamento comercial da nova tecnologia só deve ocorrer após 2030. Enquanto isso, o 5G segue em fase de implantação em diversos países e deve passar por aperfeiçoamentos nos próximos anos.

De qualquer forma, é certo que a tecnologia móvel continuará a evoluir e a transformar a forma como nos comunicamos, trabalhamos e nos divertimos. E o 6G tem o potencial de ser uma das maiores revoluções tecnológicas da história, tornando possível uma infinidade de inovações e avanços que hoje parecem apenas imaginação futurista.

Segundo a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), um gigabit por segundo equivale a mil megabits por segundo, o que representa quase quatro vezes a velocidade média dos acessos de banda larga fixa no país.

Em teoria, um futuro usuário equipado com um aparelho celular 6G poderá usufruir de uma taxa média de transmissão de dados de “alguns gigabits por segundo”. Essa velocidade super-rápida poderia transformar a forma como interagimos com a tecnologia móvel, permitindo, por exemplo, o uso de dispositivos de realidade virtual e aumentada em larga escala e a transmissão de conteúdos de alta definição em tempo real, sem interrupções ou atrasos.

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado