Pesquisar
Close this search box.
Publicidade
Publicidade
X
Publicidade
X

Vision Pro, óculos de realidade virtual e aumentada da Apple, custará mais de R$ 17 mil

Divulgação/Apple

Após um período de sete anos de desenvolvimento, a Apple finalmente lançou o Vision Pro, seus aguardados óculos que combinam tecnologias de realidade virtual e aumentada. O produto, considerado o mais significativo desde o lançamento do Apple Watch em 2014, tem previsão de chegada ao mercado americano em 2024, com preço estimado em US$ 3.500 (R$ 17.230).

O Vision Pro é um dos lançamentos mais arriscados da empresa sob a gestão do CEO Tim Cook, que assumiu o comando em 2011. Analistas acreditam que este será um teste importante para avaliar a fidelidade dos consumidores à marca, uma vez que a Apple já conquistou um lugar de destaque no mercado com seus produtos icônicos.

O óculos apresenta um design que lembra os óculos de esqui, mas sua verdadeira inovação está na tecnologia embarcada, que permite ao usuário alternar entre as realidades virtual e “física” de maneira inédita. Ele funciona como um computador de realidade aumentada e pode ser usado de forma independente, embora também seja capaz de se conectar a outros dispositivos.

Publicidade

Dentre as funcionalidades do Vision Pro, destaca-se a possibilidade de interagir com várias “janelas” simultaneamente, jogar videogames em tamanho aumentado e assistir a filmes em uma tela gigante. A Apple também anunciou uma parceria com a plataforma de streaming Disney Plus para disponibilizar conteúdos exclusivos no dispositivo.

Os óculos são equipados com impressionantes 23 milhões de pixels, oferecendo uma resolução equivalente a uma TV 4K em cada lente. Além disso, contam com seis câmeras, seis microfones e 12 sensores, garantindo que o usuário não seja completamente isolado do “mundo real”.

No entanto, o Vision Pro enfrenta alguns desafios. O preço de US$ 3.500 é consideravelmente mais alto do que o dos concorrentes, como o recém-lançado Quest 3 da Meta, que custa US$ 500. No entanto, rumores indicam que a Apple já está trabalhando em um modelo mais acessível.

Outra questão é a fidelização dos consumidores. Embora a empresa de Mark Zuckerberg, dona do Facebook, lidere o mercado de realidade virtual e aumentada, mais da metade dos modelos adquiridos são abandonados após seis meses, de acordo com o Wall Street Journal.

A autonomia da bateria é outro ponto que merece atenção. O Vision Pro possui uma bateria externa que dura apenas duas horas e precisa ser conectada aos óculos por um fio, uma característica similar aos modelos concorrentes.

Além do lançamento dos óculos Vision Pro, a Apple também divulgou outras novidades, como o novo sistema operacional iOS 17 para o iPhone e um MacBook de 15 polegadas, mostrando que a empresa continua inovando em diversas áreas tecnológicas.

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado