Pesquisar
Close this search box.
Publicidade
Publicidade
Publicidade

A energia solar no Brasil vale o investimento? Confira

Foto: pixabay

O mundo moderno é fruto direto da descoberta e domínio da energia elétrica, de melhorias no cotidiano, qualidade de vida e praticidade até o lazer, educação, trabalho e convivência, é difícil imaginar algum aspecto do cotidiano moderno que não dependa, ao menos que parcialmente, da geração de energia elétrica.

No entanto, com demanda cada vez maior, preços altos, eletrônicos com consumo elevado como os medidos pela ExpressVPN, e preocupações ambientais, milhares de pessoas buscam alternativas para conseguir maior controle e economia em sua relação com a eletricidade – e os painéis solares estão cada vez mais frequentemente sendo oferecidos como a solução ideal para consumidores. Os painéis fotovoltaicos foram aprovados para uso no Brasil em 2012 – mas será que vale a pena investir em uma solução solar em 2023? Confira. 

Tipos de painéis solares

Apesar de complexa, a tecnologia por trás da fabricação de painéis solares avançou rapidamente durante a última década e, atualmente, é significativamente mais barata e disponível. Isso significa que é possível encontrar um diverso número de tipos de painel solar para resolver problemas distintos, desde o carregamento de pequenos aparelhos portáteis como o celular e fones de ouvido durante uma viagem ou acampamento, até pequenos painéis residenciais para ligar algumas lâmpadas ou carregar um sistema de jardinagem automatizado, até soluções completas para providenciar toda a energia de uma residência. 

Publicidade

Os painéis solares portáteis podem ser encontrados facilmente em lojas de comércio virtual ou de eletrônicos. Há modelos dobráveis que podem ser guardados em uma mochila e geram energia suficiente para carregar um smartphone ou outro aparelho semelhante, sendo ideais para quem costuma viajar, visitar a praia, passar muito tempo em ambientes como faculdades ou deseja ter uma opção de emergência durante acampamentos. Há também os painéis rígidos e um pouco maiores que devem ser posicionados na janela de casa ou levados no porta-malas de um carro; com geração maior de energia, estes modelos são ideias para carregar múltiplos dispositivos ao mesmo tempo ou suprir demandas mais intensas, como carregar laptops, tablets, lanternas de alto alcance ou rádios portáteis. Em uma emergência completa, um painel solar desta categoria também poderia ser capaz de carregar, após determinado tempo, a bateria de um carro que acabe descarregada. 

Para quem ainda não está preparado financeiramente para uma solução completa, mas deseja desfrutar da energia solar de forma mais ampla e não limitada ao carregamento de aparelhos pequenos, é possível instalar um sistema de aquecimento de água solar para chuveiros ou painéis solares para telhados sem sistema de bateria. O aquecimento de água é uma boa opção para clientes brasileiros, já que pode ser feito de forma direta – isto é, com água circulando diretamente por uma tubulação e aparato escurecidos que aquecem diretamente, sem energia elétrica – com esse tipo de instalação, a economia de energia é bastante perceptível pois o uso do chuveiro elétrico é diminuído e, dependendo da estação do ano, substituído por completo, e o mesmo sistema pode ser utilizado para aquecer piscinas se desejável. Já os painéis solares de telhado são capazes de gerar energia elétrica que pode abastecer a rede elétrica de toda a casa, ou de um cômodo específico de forma contínua. Sem o sistema de baterias e com painéis menores e mais baratos, a energia solar não substituirá toda a energia convencional, mas é capaz de diminuir o custo mensal da conta de luz por fornecer parte da demanda e, em casos de queda de energia por manutenção ou acidentes, é possível manter luzes acesas, modem de internet ligado, e outros equipamentos de baixa demanda operando. 

Finalmente, há os sistemas de geração fotovoltaicos completos que combinam o uso de diversos painéis solares grandes e de alta eficiência com baterias de ampla capacidade e inversores. O sistema completo é capaz de fornecer toda a demanda energética de uma casa comum, e em muitos países, pode fornecer energia à rede elétrica comum e gerar lucros para o consumidor. Neste tipo de instalação, o consumidor só precisará da energia proveniente da rua caso consuma uma quantidade exacerbada de energia ao mesmo tempo ou caso haja período de baixa luminosidade por tempo suficiente para drenar sua bateria. Do contrário, os painéis gerarão energia e abastecerão a casa continuamente, com auxílio das baterias para compensar as variações ao longo do dia.  Apesar do elevado custo inicial, esse sistema tem se tornado cada vez mais acessível no Brasil e promete compensar seu investimento ao longo dos anos, evitando as contas de luz. 

Vantagens dos painéis solares

O uso da energia solar em nosso cotidiano se tornará cada vez mais frequente e importante para ajudar a mitigar a alta dos custos de vida e, a longo prazo, o impacto ambiental de nossa vida moderna. O sistema completo de geração de energia solar pode ser considerado um artigo de luxo graças ao elevado valor, no entanto, arquitetos e investidores imobiliários já enxergam o sistema fotovoltaico como um grande atrativo para valorização do imóvel, preparação para o futuro, e destaque. Além disso, painéis mais baratos oriundos de países como China já estão ocupando presença em regiões rurais, facilitando o acesso à energia elétrica de forma barata mesmo em fazendas, sítios e chácaras distantes da rede elétrica tradicional. Por fim, consumidores comuns podem investir em pequenos painéis solares para garantir um cotidiano mais prático e uma pequena economia – carregar o smartphone durante um apagão ou garantir um laptop mesmo quando está na beira da estrada são  vantagens que apenas a energia solar pode providenciar.

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado