Pesquisar
Close this search box.
Publicidade
Publicidade
Publicidade

XP Asset avança no mercado agro e se aproxima de R$ 2 bilhões em ativos agrícolas

A *XP Asset está ampliando seu portfólio de ativos agrícolas, mantendo-se resiliente frente à recente queda dos preços das commodities agrícolas. A empresa diversificou suas operações e os segmentos do agronegócio em que atua, atingindo impressionantes R$ 2 bilhões em ativos agrícolas sob gestão.

Desse total, R$ 1,8 bilhão está ligado a dois Fundos de Investimento nas Cadeias Produtivas Agroindustriais (Fiagro), enquanto o restante está associado a um fundo de crédito que não é exclusivo do setor de agronegócios. Com 56 Fiagros registrados no Brasil até abril deste ano, com R$ 12,6 bilhões sob gestão, a *XP Asset lidera este mercado, detendo cerca de 14% do total.

A perspectiva é otimista, já que a gestora reconhece o potencial do setor agro. A meta da XP Asset é alcançar R$ 3 bilhões em ativos sob gestão até o final do ano.

Publicidade

André Masetti, gestor de fundos estruturados da XP Asset, ressaltou a eficiência da gestora em uma entrevista à Globo Rural. Segundo Masetti, a XP Asset tem a capacidade de originação própria de recursos, o que diminui custos e acelera o desembolso em operações como os Certificados de Recebíveis do Agronegócio (CRA). “O Fiagro hoje é a porta de entrada de muitos produtores e empresas da cadeia para o mercado de capitais*. Além de aumentar a oferta de financiamento, ajuda na governança de quem emite,” afirmou.

No entanto, ainda há um desafio a ser superado: as emissões ainda estão fora do alcance dos pequenos produtores, pois as operações geralmente variam entre R$ 30 milhões e R$ 50 milhões. “O custo para emitir um CRA é grande e precisa ser diluído para o emissor ao longo do tempo, então, não se sustenta com operações menores,” explica Gustavo Almeida, gerente comercial da XP Asset.

Atualmente, a XP Asset possui um Fiagro listado na B3, conhecido como XPCA11, com aproximadamente R$ 400 milhões em ativos sob gestão, e o XPAG11, negociado no mercado de balcão, com R$ 1,4 bilhão. Do ponto de vista do investidor, *ambos representam uma oportunidade para diversificação e investimento no setor agro*, responsável por 27% do Produto Interno Bruto (PIB) do país.

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado