Buscas por imóveis do Minha Casa, Minha Vida dobram após novas regras

Foto: Divulgação

Desde a implementação das novas diretrizes do programa Minha Casa, Minha Vida em 7 de julho, a Caixa Econômica Federal testemunhou um aumento significativo nas buscas por imóveis em seu simulador habitacional.

No último mês, a ferramenta registrou um total de 8,8 milhões de acessos, com notável destaque para os 6,2 milhões de acessos relacionados ao programa social – representando um notável crescimento de 109,7%.

As recentes alterações nas regras do programa resultaram em mudanças significativas nas taxas de financiamento. A taxa mais baixa, agora, é de 4% ao ano e se destina aos cotistas das regiões Norte e Nordeste com renda de até R$ 2 mil.

Para a Faixa 1, que compreende aqueles com salários de até R$ 2,640 mil, a taxa para esse mesmo grupo é de 4,25%. Além disso, houve um aumento no subsídio acessível às famílias com renda de até R$ 4,4 mil através do financiamento pelo FGTS no âmbito do Minha Casa, Minha Vida. Enquanto o valor anterior atingia até R$ 47,5 mil, o novo limite alcança R$ 55 mil.

De acordo com dados divulgados pela Caixa, aproximadamente 47,43% dos indivíduos interessados em adquirir um imóvel através do programa têm idades entre 25 e 35 anos, representando quase a metade do total de acessos.

Cerca de 40,3% das simulações estão relacionadas a imóveis com valores entre R$ 150 mil e R$ 200 mil, enquanto 16,0% das simulações dizem respeito a imóveis com preços variando entre R$ 100 mil e R$ 150 mil.

Receba as últimas notícias do Economic News Brasil no seu WhatsApp e esteja sempre atualizado! Basta acessar o nosso canal: CLIQUE AQUI!

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado