Grupo Orizon e Compass formam joint venture para produção de biometano

Divulgação

O Grupo Orizon, líder em biogás no Brasil, firmou parceria com a Compass para desenvolver uma joint venture especializada na conversão de biogás em biometano, um combustível ecológico. Esta joint venture, localizada estrategicamente no Ecoparque de Paulínia, São Paulo, representa o maior projeto de biometano brasileiro e é importante para a evolução sustentável da energia no país.

A Compass investirá R$ 355 milhões, detendo 51% da nova empresa. O investimento será dividido em R$ 235 milhões iniciais (R$ 100 milhões para a joint venture e R$ 135 milhões para o Grupo Orizon) e uma adição de R$ 120 milhões, condicionada à expansão da produção de biogás. Eles também garantiram a compra de biogás por 20 anos.

O Grupo Orizon, detendo 49% da joint venture, contribuirá com seu biogás e experiência. O biometano produzido terá origem no biogás do Ecoparque de Paulínia, com produção inicial de 180 mil m³/dia, podendo alcançar 300 mil m³/dia, e investimentos estimados em R$ 450 milhões. Este biometano poderá abastecer cerca de 550.000 residências e reduzirá as emissões em até 95%, segundo dados da Secretaria de Meio Ambiente, Infraestrutura e Logística do Estado de São Paulo.

O projeto, previsto para iniciar em 2025, é o terceiro da divisão Bio-E da Orizon. Eles têm metas ambiciosas de lançar pelo menos dez novas unidades de biometano e geração elétrica, fortalecendo a energia sustentável no Brasil.

Receba as últimas notícias do Economic News Brasil no seu WhatsApp e esteja sempre atualizado! Basta acessar o nosso canal: CLIQUE AQUI!

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado