Publicidade
Publicidade
X
Publicidade
X

JPMorgan eleva recomendação das ações da Vale

Vale
(Foto: Divulgação)

Apesar da queda significativa de 23% das ações da Vale no acumulado de 2023, o banco JPMorgan tomou a decisão de elevar a recomendação das ações da mineradora de “neutro” para “overweight” – uma exposição acima da média do mercado, equivalente à compra.

Este movimento é parte do relatório intitulado “Mudança de Maré” e vem acompanhado de um novo preço-alvo para as ações da Vale negociadas na B3, passando de R$ 75 para R$ 79 até o final de 2024. Isso representa um notável potencial de valorização de 21,4% em relação ao fechamento anterior.

Essa decisão do JPMorgan está alinhada com outras casas de análise, como o Bradesco BBI e o BTG Pactual, que também expressaram visões otimistas sobre a Vale.

Publicidade

Fatores por trás da Elevação da Recomendação:

1. Melhor Avaliação (Valuation): A ação da Vale agora é vista como mais atrativa, com um múltiplo de 4,2 vezes o EV/Ebitda esperado para 2024. Isso representa uma melhoria significativa em relação ao pico de 5,9 vezes observado no início de fevereiro deste ano.

2. Produção Excessiva de Aço na China: Os analistas do banco observam que a China tem produzido aço em excesso, resultando em exportações de cerca de 84 milhões de toneladas por ano. Isso é relevante porque o excesso de produção de aço na China está diretamente ligado ao consumo de minério de ferro em excesso.

3. Preços do Minério de Ferro Elevados: Surpreendentemente, os preços do minério de ferro permanecem elevados, em torno de US$ 120 por tonelada. Essa persistência nos preços, em comparação com as expectativas anteriores do banco, adiciona significativamente ao lucro antes de juros, impostos, depreciações e amortizações (Ebitda) da Vale. Cada aumento de US$ 10 por tonelada acrescenta US$ 2,7 bilhões ao Ebitda da empresa.

4. Perspectiva de Curto Prazo Positiva: Além disso, o JPMorgan enfatiza que o cenário de curto prazo parece favorável para a Vale, à medida que os volumes de produção aumentam e a qualidade do minério deve melhorar com a operação da barragem de Torto, no complexo de Brucutu, em Minas Gerais. A barragem de Torto recentemente obteve a licença de operação.

 

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado