Inflação alimentar fora do lar sobe, aponta estudo

(Foto: Helena Lopes no Pexels)

No acumulado do primeiro semestre de 2023, o índice de inflação na alimentação fora do domicílio registrou um aumento. Em São Paulo, o setor teve índices acima da inflação geral tanto paulista quanto brasileira. Apesar disso, o Brasil vivenciou os menores índices do segmento em anos, alinhados à desaceleração da inflação geral.

Nos primeiros seis meses de 2023, a inflação da alimentação fora do domicílio cresceu (+3,4%), ultrapassando a inflação geral brasileira (+2,9%). Em São Paulo, o salto foi ainda mais expressivo, com um aumento de (+4,0%), superando tanto a inflação geral paulista (+3,1%) quanto a brasileira (+2,9%). O estudo foi conduzido pela A Associação Nacional dos Restaurantes (ANR) e pela consultoria Future Tank, com base em dados recentes do IPCA – IBGE.

O aumento foi majoritariamente impulsionado por lanches e cervejas. O subgrupo registrou acréscimos de +0,7% em lanches e +0,5% em cervejas. Em junho, os serviços tiveram uma inflação maior de (+0,6%), influenciados também pelo aumento nas passagens aéreas (+11%) e condomínios (+1,7%). Em São Paulo, a cerveja (+0,9%) e o lanche (+0,5%) superaram a média do subgrupo de alimentação fora do domicílio pelo quarto mês consecutivo.

Contudo, é importante ressaltar que os índices de alimentação fora do domicílio no Brasil foram os menores em muito tempo. Em São Paulo, apesar do crescimento, houve uma desaceleração comparada ao mês anterior, com um aumento de apenas (+0,9%).

O setor de alimentação fora do domicílio, abrangendo restaurantes e lanchonetes, serve um terço da classe C brasileira, conforme aponta pesquisa da Consultoria Galunion. Assim, variações neste mercado têm impacto direto na economia do país. A institução mantém um monitoramento contínuo deste setor, entendendo sua relevância para o cotidiano das empresas e da população.

Fernando Blower, diretor executivo da ANR, ressalta a importância deste monitoramento. “Os índices de inflação em nossa área impactam diretamente a rotina e o bolso dos brasileiros. Apesar da recente queda na inflação, a alimentação fora do lar teve um aumento. Precisamos estar atentos para encontrar soluções que não afetem o consumo do público”, conclui.

Receba as últimas notícias do Economic News Brasil no seu WhatsApp e esteja sempre atualizado! Basta acessar o nosso canal: CLIQUE AQUI!

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado