Publicidade
Publicidade
X
Publicidade
X

EUA: Adobe, IBM e Nvidia adotam compromissos de IA

Foto: White House.gov

A administração da Casa Branca anunciou que empresas como Adobe, IBM, Nvidia, juntamente com outras cinco organizações, aderiram aos compromissos voluntários propostos pelo presidente do EUA, Joe Biden, referentes à regulamentação da inteligência artificial.

Esses compromissos, originalmente divulgados em julho, têm como objetivo garantir que o potencial da inteligência artificial seja direcionado para finalidades construtivas. Isso será alcançado através de medidas como a implementação de marca d’água em conteúdos gerados por essa tecnologia.

Em julho, Google, OpenAI e Microsoft já haviam se unido a essa iniciativa do EUA. Jeff Zients, chefe de gabinete da Casa Branca, ressaltou a importância dessa ação, enfatizando a necessidade de aproveitar os benefícios da inteligência artificial, gerenciar seus riscos e agir com rapidez.

Publicidade

Além das empresas mencionadas, outras cinco organizações também se comprometeram com essas diretrizes: Palantir, Stability, Salesforce, Scale e Cohere.

Entre os acordos estabelecidos entre as gigantes de tecnologia e o governo de Biden, estão inclusos testes de segurança internos e externos dos sistemas de IA antes do lançamento, o compartilhamento de informações entre governo, academia e sociedade civil sobre riscos e técnicas de mitigação de IA, e o investimento em segurança cibernética e proteção contra ameaças internas para garantir a segurança dos dados e o desenvolvimento de demarcações de direitos autorais ou outras formas de identificação de conteúdo gerado por IA.

Outros temas cruciais que serão debatidos e alinhados pelas empresas incluem as “capacidades, limitações e áreas de uso apropriado e inadequado” dos sistemas de IA, bem como o desenvolvimento e implementação de inteligência artificial para “auxiliar na abordagem dos maiores desafios da sociedade”, como a prevenção do câncer e a mitigação das mudanças climáticas.

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado