Pesquisar
Close this search box.
Publicidade
Publicidade
X
Publicidade
X

Mercado náutico brasileiro em ascensão

(Foto: Diego F. Parra/Pexels)

A indústria náutica está navegando em águas cada vez mais prósperas no Brasil, com números impressionantes que refletem seu crescimento exponencial. No ano passado, o país movimentou aproximadamente R$ 2,5 bilhões com a venda de embarcações de todos os tipos, conforme estimativas do Boat Show, uma das maiores feiras do setor.

Crescimento da demanda

A demanda por embarcações é tão alta que é raro encontrar modelos prontos para entrega imediata. O surpreendente é que esse boom começou durante a pandemia, quando muitos consumidores buscaram experiências náuticas como forma de lazer e relaxamento. Sendo assim, o mercado antes visto como luxuoso, agora atrai diversos públicos, desde aqueles que financiam pequenas embarcações com taxas especiais até os que investem em modelos maiores e mais luxuosos.

As perspectivas para 2023 são igualmente otimistas. A indústria náutica espera, no mínimo, manter o nível de vendas do ano passado e criar um recorde de 120 mil empregos até dezembro. No entanto, alguns desafios se destacam no horizonte. Em outras palavras, as empresas náuticas precisam continuar inovando em produtos que ofereçam diferenciais para atrair clientes, especialmente em um momento em que a economia global dá sinais de desaceleração. As metas são ambiciosas, e a busca por produtos únicos é evidente nas exposições da feira.

Publicidade

Variedade de valores

O São Paulo Boat Show, o maior evento náutico da América Latina, está apresentando uma ampla variedade de barcos, desde modelos acessíveis até embarcações luxuosas. Um exemplo é uma embarcação para pesca da Mestra Boats, com capacidade para quatro passageiros, disponível pelo preço de um carro popular: R$ 80 mil.

No extremo oposto da escala de preços, encontra-se uma embarcação de luxo da marca italiana Ferreti Yachts, com 21 metros de comprimento e três pavimentos. Este modelo, com preço inicial de R$ 22 milhões, foi produzido em apenas 90 dias para estrear na feira.

A Triton Yachts, com sede em São José dos Pinhais, é uma das empresas náuticas do Brasil. Produzindo uma média de 50 a 60 barcos por ano, a empresa é a única no Paraná a fabricar embarcações. Com 100 colaboradores, a Triton Yachts exporta 40% de sua produção. O diretor de Marketing da Triton Yachts, Allan Cechelero, enfatiza a produção artesanal da indústria náutica em comparação com a indústria automotiva. A empresa paranaense apresenta lançamentos na feira e tem grandes expectativas de fechar negócios durante o evento.

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado