Lego abandona produção com plástico reciclado

Lego abandona plástico reciclado
Imagem:Prefeitura RJ

A Lego, famosa fabricante de brinquedos, anunciou que desistiu de seus planos de fabricar peças de brinquedos a partir de plástico reciclado de garrafas. A empresa alega que o processo de fabricação seria mais poluente do que o método atual, que utiliza plástico à base de petróleo.

A Lego, que se comprometeu a utilizar materiais sustentáveis em seus produtos e reduzir suas emissões de carbono, havia testado o tereftalato de polietileno reciclado (PET) como uma alternativa mais ecológica ao material acrilonitrila butadieno estireno (ABS) usado na maioria de seus brinquedos. No entanto, após anos de testes, a empresa concluiu que a produção com material reciclado exigiria investimentos em novos equipamentos e resultaria em etapas adicionais de fabricação, o que, por sua vez, aumentaria a poluição.

“Decidimos não avançar na fabricação de peças a partir de PET reciclado depois de mais de três anos de testes, pois descobrimos que o material não reduzia as emissões de carbono”, disse o porta-voz da empresa.

Os testes também revelaram que o plástico reciclado não era tão durável e seguro quanto o ABS, além de não possuir o mesmo “poder de aderência” que permite que as peças se conectem facilmente e sejam separadas. A decisão da Lego destaca as complexidades e desafios que as empresas enfrentam ao tentar adaptar seus produtos e processos em resposta à crise climática.

Receba as últimas notícias do Economic News Brasil no seu WhatsApp e esteja sempre atualizado! Basta acessar o nosso canal: CLIQUE AQUI!

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado