Samsung registra pior desempenho em dez anos

Samsung registra pior desempenho em dez anos
(Foto: Divulgação/Samsung).

A gigante sul-coreana Samsung Electronics revelou um declínio acentuado nos resultados anuais, registrando o pior desempenho em dez anos. Esse retrocesso se deve, em grande parte, à queda global na demanda por celulares e notebooks, o que afetou diretamente as vendas de chips de memória.

Mercado de chips

No último trimestre de 2023, o lucro líquido da empresa despencou 73,4% em relação ao ano anterior, totalizando 6,345 trilhões de won (US$ 4,77 bilhões). A receita também sofreu uma retração, caindo 3,8% para 67,780 trilhões de won. Analisando o ano como um todo, a Samsung viu seu lucro líquido reduzir em 72% comparado a 2022, com a receita diminuindo 14% e o lucro operacional encolhendo impressionantes 85%, o mais baixo desde 2009.

O segmento de chips de memória foi particularmente impactado, registrando prejuízos pelo quarto trimestre consecutivo. Apesar de uma recuperação no segmento de memória DRAM, a empresa enfrenta um mercado cada vez mais saturado, com a consultoria IDC prevendo uma redução nas vendas globais de smartphones para 1,17 bilhão de unidades em 2023, uma queda de 3,2% em relação ao ano anterior.

Estratégias de novas tecnologias

A Samsung busca reverter essa tendência investindo em tecnologias de ponta, como a inteligência artificial generativa em seus novos smartphones Galaxy S24. Essa iniciativa, no entanto, coincide com a Apple assumindo a liderança nas vendas globais de smartphones, uma posição que a Samsung manteve desde 2010.

No mercado de TVs, a Samsung mantém a liderança, apesar de um leve declínio nas vendas mundiais.

A tecnologia OLED surge como um ponto positivo. Ainda mais, para a LG Electronics, a empresa registrou uma melhora nos resultados. Esse avanço ocorreu graças ao foco em produtos de valor mais elevado e às estratégias de redução de custos.

A volatilidade do mercado de eletroeletrônicos fica evidente. Existe uma necessidade de inovação constante para preservar a competitividade, especialmente em um ambiente onde a demanda muda frequentemente.

Receba as últimas notícias do Economic News Brasil no seu WhatsApp e esteja sempre atualizado! Basta acessar o nosso canal: CLIQUE AQUI!

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado